Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

NASCIMENTO NATURAL

Para incentivar parto humanizado,
hospital cria setor exclusivo

Nova ala tem três leitos e foi inaugurada na noite dessa terça-feira

9 MAR 16 - 09h:41LAURA HOLSBACK

Nova ala, exclusiva para parto humanizado, foi inaugurada na noite de ontem (8), no hospital beneficente Dona Elmíria Silvério Barbosa, na cidade de Sidrolândia – distante 70 quilômetros de Campo Grande. A diretora Vanda Camilo explica que a ideia é incentivar gestantes a optarem pelo nascimento dos filhos sem intervenção cirúrgica.

O processo natural de nascimento parte do princípio de que humanizar é acreditar na fisiologia da gestação e do parto; respeitar esta fisiologia, e, apenas, acompanhá-la; perceber, refletir e respeitar os diversos aspectos culturais, individuais, psíquicos e emocionais da mulher e de sua família; devolver o protagonismo do parto à mulher e garantir-lhe o direito de conhecimento e escolha.

A diretora do hospital explica que o novo espaço, composto por três leitos, foi planejado para garantir esses princípios às mulheres. “Muitas têm medo do parto normal. A nossa intenção é mudar isso. Neste ambiente, elas sentirão como se estivessem em casa. Algumas mães relatam que equipe médica foram grosseiras diante de seus esforços durante o parto natural. Nossa ideia é mostrar que elas receberão o apoio e a gentileza necessária”, justificou Vanda, complementando, ainda: “Antes as salas eram sombrias e o lugar pequeno. Agora, tem mais espaço para caminhadas, bolas, que são maneiras estimulantes. As mulheres se sentirão em casa".

A diretora da unidade hospitalar explica, ainda, que não conseguiu viabilizar a compra de banheiras e os partos serão feitos em camas hospitalares. As gestante podem escolher uma pessoa para acompanhar o momento do nascimento do filho, que será acompanhado por especialista em obstetrícia.

Outra novidade é que passou a funcionar no setor da maternidade cartório civil para que os bebês recebam alta médica já com o registro de nascimento.  

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Estudante de medicina abandona amigo ferido após carro capotar
PONTA PORÃ

Estudante abandona amigo ferido após carro capotar

Após perseguição, PRF apreende mais de uma tonelada de maconha
SIDROLÂNDIA

PRF apreende mais de uma tonelada de maconha

Alta de 1% do FPM vai garantir R$ 353,6 milhões aos municípios
BRASIL

Alta de 1% do FPM vai garantir R$ 353,6 mi a municípios

Polícia apreende armas e munições<br> na casa de pastor
SIDROLÂNDIA

Polícia apreende armas e munições na casa de pastor

Mais Lidas