Campo Grande - MS, quarta, 15 de agosto de 2018

saúde no caos

Servidores dos HUs da Capital
e Dourados confirmam greve

Paralisações estão previstas para começar no dia 21

19 SET 2017Por RODOLFO CÉSAR E NATALIA YAHN19h:07

Servidores dos Hospitais Universitários da Capital e de Dourados deliberaram em assembleia geral na terça-feira à tarde que entrarão de greve ainda neste mês. 

A paralisação deve acontecer somente entre os servidores contratados pela Ebserh, que é a maioria nas unidades de saúde e envolve médicos, enfermeiros, nutricionistas e do setor administrativo.

O movimento deve acontecer em outros hospitais universitários do país porque a negociação vem sendo feita de forma nacional.

A greve é discutida por meio da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef). A negociação ainda envolve a Ebserh e o Tribunal Superior do Trabalho (TST).

Os três órgãos reuniram-se hoje à tarde, mas não houve acordo. "Após a reunião, ficou acordado que a Condsef vai orientar a categoria para a suspensão ou encerramento da greve. Em contrapartida, a Ebserh se comprometeu em manter vigente as cláusulas do acordo coletivo 2016/17 até que as negociações do novo ACT 2017/18 sejam finalizadas. As conversas vão continuar por 30 dias prorrogados por mais 30 no âmbito do TST", informou nota da Ebserh emitida hoje.

Apesar disso, o sindicato de classe confirmou que a paralisação está programada para começar no dia 21 em Dourados e dia 22 em Campo Grande.

Leia Também