Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

seis dias de ação

Senasp e PRF montam operação para tentar barrar tráfico nas fronteiras

Balanço de trabalho em MS e Paraná foi de 300 kg de droga apreendida

13 JUL 17 - 18h:53RODOLFO CÉSAR

A Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) desencadeou operação com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) nas fronteiras do Brasil a partir de quatro estados: Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

O trabalho tenta interceptar os tráficos de drogas e armas e recebeu o nome de Operação Égide Fronteiras. Os criminosos usam essas regiões para a entrada de ilícitos em direção a grande centros metropolitanos, como São Paulo e Rio de Janeiro.

As fiscalização mais intensas começaram em 8 de julho e devem seguir, mas não foi divulgado prazo para conclusão das ações. A primeira fase recebeu enfoque nas fronteiras que Mato Grosso do Sul e Paraná fazem com Paraguai, Bolívia e Argentina.

Ainda neste mês, Rio Grande do Sul e Santa Catarina também devem receber reforços no policiamento para atuarem em rodovias federais.

Para garantir a atuação, 54 policiais de diferentes estados, especialistas no enfrentamento ao tráfico de drogas e armas, foram deslocados para regiões mais críticas.

"54 policiais rodoviários federais de outros estados, especialistas no enfrentamento ao tráfico de drogas e armas, se juntarão ao policiamento local do Paraná e Mato Grosso do Sul em funcionamento especial para cobrir rotas de transporte dos ilícitos, em cinturões de segurança que cobrem as rotas rodoviárias dos estados", informou nota da Senasp.

O balanço divulgado hoje dessa operação, depois de seis dias de fiscalização, mostrou que houve apreensão de quase 300 kg de maconha, além da recuperação de veículos roubados e localização de armas de fogo e munições. Não foi divulgado a quantidade de armamento apreendido.

A Senasp não informou que o quantitativo foi satisfatório ou deixou a desejar. Em apreensões anteriores, a PRF já obteve resultados maiores, com localização de até 22,6 toneladas de maconha em apenas uma abordagem.

Em Mato Grosso do Sul foi encontrada uma espingarda e 11 munições calibre 12 na BR-262, km 384, em Terenos. A arma estava em um caminhão Scania/T112, conduzido por Eriberto Ramalho dos Santos. Ele alegou a policiais que recebeu a espingarda como forma de pagamento por serviços prestados.

Revólver calibre .32, 50 munições e 60 gramas de crack também acabaram localizados em ônibus que fazia o itinerário Ponta Porã-Cassilândia.

Também houve apreensão de 164,3 quilos de maconha na BR-463, em Ponta Porã. A droga estava escondida em veículo Strada. O motorista, de 23 anos, fugiu, mas acabou preso

O nome Égide foi escolhido para a operação porque na mitologia grega trata-se de escudo que pertencia à deusa Palas Atenas e passou a significar proteção. Essa fiscalização faz parte do Plano Nacional de Segurança Pública.

A Senasp também não divulgou se além dos policiais, também deve ser usado equipamento tecnológico, como scanners, para tentar localizar drogas em caminhões e outros veículos.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Imasul retira e monitora peixes que habitavam lago do Parque das Nações Indígenas
CAMPO GRANDE

Imasul retira e monitora peixes que habitavam lago do Parque das Nações Indígenas

Governo abre inscrições para professores temporários
OPORTUNIDADES

Governo abre inscrições para professores temporários

PAGOU O PATO

Homem é esfaqueado 5 vezes após briga de mulheres

Marido inconformado quis se vingar de briga
Escolas da rede municipal contarão com lousas digitais
CAMPO GRANDE

Escolas da rede municipal contarão com lousas digitais

Mais Lidas