3 DE NOVEMBRO

Sem reajuste, professores podem entrar em greve

Representantes se reuniram com secretários, mas saíram sem garantia de aumento
14/10/2014 18:30 - TARYNE ZOTTINO E RAFAEL BUENO


 

Os professores da Rede Municipal de Ensino podem paralisar as atividades no próximo mês. Em assembleia na sede do Sindicato Campo-grandense dos Profissionais da Educação Pública (ACP), eles aprovaram indicativo de greve a partir do dia 3 de novembro.  

Nesta terça-feira (14), centenas de professores marcharam até a Prefeitura da Capital. Alguns representantes se reuniram com secretários por quase duas horas, já que o prefeito, Gilmar Olarte, não estava no local.

No entanto, não conseguiram o reajuste de 8,46%. Uma nova audiência deverá ser agendada até sexta-feira (17) para tratar do assunto. 

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".