Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

Morte a esclarecer

Sargento músico do Exército é encontrado morto com sangramento na cabeça

Corpo estava caído na Rua Pedro Manvailler, no Centro de Amambai

30 JUL 17 - 07h:55RENAN NUCCI

Segundo sargento músico do Exército Brasileiro foi encontrado morto na madrugada deste domingo, no Centro de Amambai, a 350 quilômetros de Campo Grande. O corpo Adriano Itamar da Costa de Lima, 41 anos, estava com sangramento na cabeça, na Rua Pedro Manvailler. O caso foi registrado como "morte a esclarecer" e a Polícia Civil não descarta possibilidade de homicídio.


Segundo boletim de ocorrência, uma equipe da Polícia Militar que fazia patrulhamento pela rua encontrou a vítima caída e acionou o Corpo de Bombeiros. Porém, os socorristas puderam apenas constatar o óbito. No local, a perícia relatou que havia um cigarro sobre o corpo e um maço de cigarros do lado direito, além do celular e a carteira com documentos pessoais, razão pela qual houve a rápida identificação.


Ainda não há detalhes sobre qual o tipo de ferimento teria provocado o sangramento e a consequente morte. O corpo foi recolhido e encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Ponta Porã, para exames que possam constatar as causas do óbito.

 

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Lei autoriza Emha a perdoar juros de dívidas de casas populares
PROGRAMA

Lei autoriza Emha a perdoar juros de dívidas de casas populares

Aprovada Reforma da Previdência de Mato Grosso do Sul
SEM RESISTÊNCIA

Aprovada Reforma da Previdência de Mato Grosso do Sul

Mega-Sena acumula e próximo sorteio terá prêmio de R$ 31 milhões
LOTERIA

Mega-Sena acumula e próximo sorteio terá prêmio de R$ 31 milhões

Sorteio do Bosque das Araras tem 145 inscritos por terreno
CONCORRÊNCIA

Sorteio da Emha tem 145 pessoas por terreno

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião