Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Em colapso

Santa Casa chama representantes de saúde para expor 'iminente' paralisação

Reunião marcada para esta sexta terá Ministério Público Estadual e conselhos

5 NOV 15 - 19h:43RODOLFO CÉSAR

Com previsão de paralisação de procedimentos e falta de instrumentos cirúrgicos e medicamentos, a diretoria da Santa Casa de Campo Grande decidiu alertar Ministério Público Estadual e Conselhos de Saúde do município e do Estado sobre a situação dos estoques do hospital.

A Associação Beneficente Campo Grande (ABCG), gestora da unidade de saúde, fará uma reunião com membros de órgãos ligados à saúde no Estado e na Capital para informar a situação e a iminência de interrupção de serviços. 

"Será uma reunião com representantes das áreas de saúde. Estamos sofrendo com baixíssimos estoque de materiais. Fornecedores podem paralisar o serviço e queremos ser transparentes, expor a atual situação diante do fato de atraso nos repasses da prefeitura", explicou o presidente da ABCG, Wilson Teslenco.

A reunião acontecerá na sala da presidência da Santa Casa, a partir das 9h.

A prefeitura da Capital está atrasada em R$ 13,4 milhões para repassar ao hospital e na terça-feira (3) informou à diretoria do hospital beneficente que tentaria encontrar uma forma de pagar essa dívida. Contudo, não foi definido um prazo para que isso acontecesse.

Desde o mês passado, vários problemas financeiros interromperam o atendimento na unidade, que é a maior do Estado e atende pacientes de Campo Grande e de outras cidades do Estado. Uma dessas situações foi a greve de 300 médicos, que ficaram com salários atrasados. A paralisação durou 11 dias e cirurgias eletivas e consultas foram desmarcadas.

Fornecedores chegaram a suspender a entrega de materiais por falta de pagamento, mas houve negociação. "São problemas que já estamos alertando desde antes", comentou Teslenco.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Em operação no MS, Receita apreende R$ 1 milhão em contrabando do Parguai
CAÇA AOS MUAMBEIROS

Em operação, Receita apreende R$ 1 mi em contrabando

Fiscais do governo apreendem mais de R$ 170 mil em bebidas
SECOU O GARGALO

Fiscais do governo apreendem mais de R$ 170 mil em bebidas

Moradora de Sonora <br> consegue R$ 1 milhão para hospital
DOAÇÃO

Moradora de Sonora consegue R$ 1 milhão para hospital

Governo federal libera R$ 1,4 milhão em recursos atrasados
CAMPO GRANDE

Governo federal libera R$ 1,4 milhão em recursos atrasados

Mais Lidas