Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sexta, 19 de outubro de 2018

Bonito

Sanesul, MPE e professores da UFMS debatem captação em rios turísticos

Polêmica gerou inquérito civil do MPE; Empresa alega que abastecimento subterrâneo não é o bastante

17 MAI 2018Por LEANDRO ABREU11h:47

Após a polêmica envolvendo a captação de água dos rios cênicos de Bonito para abastecer a cidade, o Ministério Público Estadual (MPE), a Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul (Sanesul) e Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) se reuniram essa semana para debater o tema da captação de água subterrânea do município.

Na reunião, realizada na última segunda-feira, o promotor de Justiça do Núcleo Ambiental, Luciano Furtado Loubet, e o promotor de Justiça da Comarca de Bonito, Alexandre Estuqui Júnior, ouviram os representantes da Sanesul e os professores da UFMS Giancarlo Lastoria, geólogo e Doutor em Geociências e Meio Ambiente, e Sandra Gabas, Doutora em Engenharia Civil com atuação em hidrogeologia e geologia ambiental.

Os representantes da Sanesul destacaram que o estudo feito, até o momento, será focado na área superficial, em razão das possibilidades de extração subterrâneas estarem praticamente esgotadas. Já os professores da UFMS informaram que seria importante que a área de estudo para a captação subterrânea fosse maior, não se limitando à área urbana da cidade e seu entorno.

Ficou deliberado ao fim do encontro que os professores da UFMS façam uma reunião com o setor de hidrogeologia da Sanesul, e, em 15 dias, emitam uma análise técnica sobre os pontos que deverão ter de complementação do estudo já apresentado, bem como de eventual estudo para ser realizado para esgotar a análise de possibilidades de captação subterrânea.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também