Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CARNAVAL 2020

Saiba quem são as escolas finalistas do Carnaval de Corumbá

Campeã do ano passado está novamente entre as favoritas
25/02/2020 16:42 - Da Redação


*Por Silvio de Andrade, de Corumbá 

Três escolas de samba – A Pesada, Major Gama e Império do Morro, pela ordem – estão na disputa pelo título do carnaval 2020 em Corumbá. Com uma apresentação que lhe daria requisitos para figuras entre as favoritas, a Marquês de Sapucaí perdeu quatro pontos na saída, atrasando em oito minutos com os ritmistas da bateria sem fantasia na concentração.

O desfile da A Pesada, campeã de 2019, na noite de segunda-feira, foi irretocável, resultado do trabalho e organização durante todo o ano. É a escola de samba que menos depende de recursos públicos, envolve a comunidade da beira de rio e tem o apoio da União da Ilha do Governador, do Rio de Janeiro. A escola empolgou na avenida e busca o bicampeonato.

O desfile da A Pesada mostrou a força da comunidade, apresentando fantasias de alto padrão confeccionadas no barracão da agremiação, que era acusada de “maquear” adereços enviados pela co-irmão carioca. A escola usa como destaques os próprios integrantes da sua comunidade, que cantou na avenida sustentando a “paradinha” da bateria.

 
 

APURAÇÃO 

A Império encerrou o segundo dia de desfile e não empolgou, como em anos anteriores, apresentando fantasias simples e um samba-enredo que não mexeu com o público. A Marquês de Sapucaí estaria na disputa do título se não pecasse na finalização da escola, com carros alegóricos pequenos, mas ricos em detalhes, e fantasias bem finalizadas.

A apuração dos desfiles das escolas e blocos, com julgamento por uma comissão de carnavalescos do Rio de Janeiro, será nesta quarta-feira, às 16, na Praça Generoso Ponce. Por decisão da Liesco (Liga Independente das Escolas de Samba de Corumbá) foi mantido apenas um grupo, com nove agremiações, excluindo o descesso.

 

Felpuda


Considerados “traíras” por terem abandonado o barco diante dos indícios da chegada da borrasca à antiga liderança, alguns pré-candidatos terão de se esforçar para escapar da, digamos assim, vingança, velha conhecida da dita figurinha. Dizem por aí que há promessas nesse sentido, para que os resultados dos “vira-casacas” nas urnas sejam pífios. Sabe aquela velha máxima: “Pisa. Mas, quando eu levantar, corre!” Pois é...