Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

TRÂNSITO

Saiba quais as mudanças para emplacamento de veículos durante a pandemia

Veículos comprados antes e durante a crise poderão circular sem placa
05/04/2020 08:25 - Da Redação


Devido à pandemia do novo coronavírus que se arrasta Brasil afora, algumas regras para emplacamento de veículos mudaram, por enquanto, no intuito de amenizar a crise. Os condutores que compraram seus veículos antes do surto da pandemia ou durante ela, por exemplo, poderão circular sem a placa, desde que estejam com a nota fiscal e sua identidade. Essa e outras medidas estão previstas na Deliberação do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) publicada no mês passado. 

Sobre as novas placas Mercosul, o representante da Comissão de Placas do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul (Detran-MS), Arioldo Centurião Junior, explica que se caso houver qualquer dano, a placa poderá ser trocada. “O condutor tem que entrar em contato com a estampadora através do telefone, que ela vai nos ligar para autorizarmos”, disse.

Arioldo ressalta ainda que para os condutores que perderam a placa antiga, é necessário realizar boletim de ocorrência e aguardar a volta do atendimento do departamento para regularizar o veículo. “Nesse caso ou em caso de troca por conta de placa danificada, é necessário realizar uma vistoria para colocar a nova placa”, completou. 

Placa Mercosul

Conforme as normas do Detran-MS, as substituições são exigidas para veículos zero quilômetro, transferência de propriedade com município ou unidade federativa distintos, ou em caso de se constatar em vistoria, dano ou violação da placa. 

Também deverão ter as placas substituídas, veículos que tiverem mudança de categoria, furto, extravio ou roubo da placa, perda ou danos no lacre, ou tarjeta.

 A troca também deverá ser feita caso haja a necessidade de instalação de segunda placa traseira de engates para reboques ou carroceria intercambiável. Além de todas essas situações, o proprietário pode optar pela troca.

Felpuda


Outrora afinadíssimo com o presidente Jair Bolsonaro, parlamentar sul-mato-grossense começou a ser escanteado em consequência de uma das crises políticas de grande repercussão. A figura entrou em campo e botou falação sobre o que estava ocorrendo, e isso soou que só como crítica pesada ao governo, que, como não poderia deixar de ser, não gostou nadica de nada. Há quem diga que o dito-cujo é muito levado “pelo sangue”. Então, tá!...