Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

REVITALIZAÇÃO DO CENTRO

Recém-recapeado, trecho da 14 de julho passa por reparo

Finalizada há quatro dias, obras no local foram feitas pela Águas Guariroba
08/10/2019 15:07 - ALÍRIA ARISTIDES


 

Um buraco aberto no asfalto recém recapeado da 14 de julho chamou a atenção de quem passou pela via na manhã de hoje (8). As obras de reparo entre as avenidas Consolação e Fernando Corrêa da Costa fazem parte do cronograma da Águas Guariroba, que também realizou a substituição da rede de água no trecho. Segundo a empresa, o que motivou a abertura no asfalto foi a suspeita de um vazamento na tubulação antiga que passa sob o local. 

Fora do trecho de revitalização do Reviva Centro na 14 de julho, o recapeamento em 1,4km da via feito pela concessionária de água havia sido finalizado há quatro dias. A extensão do possível vazamento sob o asfalto novo ainda está sendo investigado pela Águas Guariroba, que reabriu o asfalto da via entre as ruas Jornalista Belizário Lima e Calarge, próximo à Igreja Ortodoxa Síria.   

As obras feitas no trecho da mais tradicional rua comercial de Campo Grande haviam sido iniciadas no dia 23 do mês passado. Alvo de sucessivos tapa-buracos, o asfalto antigo e remendado da via precisou ser removido para o recapeamento. A revitalização foi feita em cumprimento do contrato de concessão, que prevê o reparo do asfalto nas vias onde está sendo feita a substituição da rede de água, com a troca de canos em cimento amianto por PVC. 

Segundo a assessoria da empresa fornecedora de água, uma equipe de engenharia está verificando a extensão do vazamento para então fazer a manutenção necessária. Ainda segundo a Águas Guariroba, não há um prazo definido para finalizar o serviço no local. 

As obras na 14 de julho faziam parte da quarta frente de recapeamento concluída pela Águas Guariroba em cumprimento de cláusula do contrato de concessão.  No local, além do reparo no asfalto, também foi feito a troca de canos de cimento amianto por PVC.

* Matéria atualizada às 17h30 para correção de informações. 

Felpuda


Engana-se quem acha que diminuiu a voracidade de ter fatia de cobiçado bolo por parte de “quem manda”. O recuo realmente houve, mas só por enquanto e por uma questão de estratégia, até porque, nas primeiras investidas, as portas não se abriram. E continuam fechadas. Mas quem conhece bem a dita figurinha aposta que ela não desistirá até encontrar, digamos,  um “chaveiro amigo”. Essa gente não sossega nem diante da pandemia... Afe!