Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, terça, 18 de dezembro de 2018

EFEITO CASCATA

Reajuste de vereadores é efeito de aumento do salário no STF, diz Trad

Reflexo do reajuste no STF deve elevar remuneração para R$ 35 mil

8 DEZ 2018Por ALINE OLIVEIRA E DANIELLA ARRUDA12h:00

O prefeito de Campo Grande, Marcos Marcello Trad (PSD), acredita que o projeto que solicita reajuste dos vereadores na capital é reflexo do aumento de salário dos magistrados do Superior Tribunal Federal (STF), aprovado na sexta-feira (7), pelo Senado Federal. 

Na Capital, conforme emenda à Lei Orgânica nº 79/2018, o chefe do Executivo municipal passa a receber R$ 25.178,17 neste mês, o que corresponde a 71% da remuneração dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) – que aumentará de R$ 33.763,00 para R$ 39.293,32, caso seja sancionado pelo presidente, Michel Temer. 

"Eu ainda não tive acesso ao projeto, mas acredito que deva ser justo já que a justificativa é de que a remuneração não é atualizada desde 2012. Agora se esta situação incomoda tanto, é só pedir que o Bolsonaro revogue o aumento do STF quando tomar posse", declara.

Conforme publicado pelo jornal Correio do Estado, os reajustes continuarão até 2021, quando o subsídio do prefeito da Capital será de R$ 35.462,22.

Em menos de 30 dias, Marcos Trad, receberá dois aumentos salariais, cujo total lhe garante R$ 7.957,37 a mais no pagamento recebido atualmente, que é de R$ 20.412,42. 

O projeto da Câmara Municipal  foi aprovado por unanimidade entre os parlamentares, com teto de 75% do valor do salário dos deputados estaduais, na próxima legislatura, entre 2021 e 2024. 

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também