Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

FLORESTA EM CHAMAS

Queimadas na Amazônia não afetam o turismo, diz ministro

Chefe da Pasta diz que Bolsonaro resolverá problema "o quanto antes"

24 AGO 19 - 17h:41RAFAEL RIBEIRO E EDUARDO PENEDO

As queimadas que condenam a Amazônia e as provocações feitas pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) a chefes de Estado que se mostram preocupados com o problema não afetam o turismo internacional ecológico no Brasil.

A afirmação foi feita pelo ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, que participa neste sábado (24) da abertura da 27ª edição do Rally dos Sertões em Campo Grande (MS). A largada da principal competição off-road do automobilismo brasileiro integra neste ano os festejos pelo aniversário de 120 anos da Capital.

Em rápido contato com a imprensa, Antônio reforçou que, ao contrário dos prognósticos, "os números do turismo internacional no Brasil só crescem" e que as pessoas precisam confiar que Bolsonaro irá solucionar o problema das queimadas "o quanto antes".

"O presidente já tem tomado todas as medidas cabíveis para solucionar e amenizar o problema", disse o ministro. "O momento é de pensar em combater o problema, os números do turismo vão bem, não vai trazer nenhum tipo de problema e vamos solucionar isso em breve espaço de tempo."
 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Dia da Oportunidade atrai mais de 200 visitantes em Bataguassu
INFORME PUBLICITÁRIO

Dia da Oportunidade atrai mais de 200 visitantes em Bataguassu

Cursos de mestrado e doutorado terão 1,2 mil vagas para 2020 na UFMS
EDUCAÇÃO

Cursos de mestrado e doutorado terão 1,2 mil vagas para 2020 na UFMS

Onze filhotes de papagaio são retirados do ninho e maltratados
TRÁFICO DE ANIMAIS

Filhotes de papagaio são retirados do ninho e maltratados

Lotofácil faz mais um milionário em Mato Grosso do Sul
R$ 2,4 MILHÕES

Lotofácil faz mais um milionário em MS

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião