Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PANTANAL EM CHAMAS

Queimadas atingem 122 mil hectares e força-tarefa intensifica combate

Exército deve se juntar às equipes de combate aos incêndios
02/11/2019 15:49 - ADRIEL MATTOS


 

Entre o dia 26 de outubro e este sábado (2), a área queimada na região do Pantanal de Mato Grosso do Sul chegou a 122 mil hectares. A força-tarefa, sob o comando do Corpo de Bombeiros Militar do estado (CBMMS), já intensificou o combate às chamas.

A situação atual no Pantanal, com o fogo se expandindo com a força do vento e a presença de uma massa de vegetação propensa ao fogo, é priorizar o combate aos focos que ameaçam o Parque Estadual do Rio Negro, para onde se deslocaram de Campo Grande, na manhã deste sábado, 53 brigadistas do Instituto Nacional de Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis (Ibama) e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio). A área foi sobrevoada para definir um plano de ação imediata.

O Exército também dará apoio ao combate aos focos no Rio Negro, deslocando para a área uma cozinha de campanha, reservatório de água potável e equipe para instalação de sistema de comunicação, que é uma das dificuldades operacionais no contato entre as ações por terra com as aeronaves. A região terá uma base operacional, que está sendo instalada em uma fazenda.

Na sexta-feira (1), o estado tinha o maior número de focos, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Em relação ao dia, houve aumento de 2.933%, saltando de três focos para 91 ontem. Corumbá liderava na sexta a lista de municípios com mais focos, com 43. Aquidauana, a quarta colocada, tinha 16 focos; e Miranda vem logo atrás, na quinta posição, com 15 registros.

Felpuda


Prefeitura de município do interior de MS recebeu recomendação do Ministério Público do Estado no sentido de exonerar servidores comissionados, livres do cartão de ponto, que são parentes de secretários da administração e de vereadores. O nepotismo se tornou um excelente “negócio” por lá, e se até o dia 6 de agosto as devidas providências não forem tomadas, medidas serão adotadas, como ação por improbidade administrativa. Tem gente que não aprende mesmo, né?