Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CONFUSÃO

Quarto dia de carnaval termina com três baleados e conveniência saqueada

Folião sofreu tentativa de assalto, reagiu e foi atingido por dois tiros
25/02/2020 08:19 - Izabela Jornada


O quarto dia de Carnaval, em Campo Grande, terminou com três pessoas baleadas. O primeiro crime aconteceu na Esplanada Ferroviária, aproximadamente, às 23h desta segunda-feira (24) e os outros dois casos aconteceram em uma conveniência próxima a Orla Morena. O estabelecimento acabou sendo saqueado pela multidão que estava no local.

De acordo com informações policiais, a primeira vítima estava na região da Esplanada, local onde os foliões estão se concentrando para passar o Carnaval, quando homem armado tentou roubar a vítima, porém o folião reagiu e o assaltante disparou dois tiros, um pegou no ombro da vítima e o outro na perna.

O outro caso aconteceu na madrugada desta terça-feira (25). Informações preliminares são de que confusão generalizada começou em frente a conveniência que tem sido ponto para foliões se concentrarem quando, aproximadamente, às 6h da manhã de hoje, o segurança do local fez vários disparos para tentar dispersar a multidão, porém, tiros teriam atingido duas pessoas. 

BLOCOS

O início do Carnaval aconteceu na última sexta-feira (21) e desde então, mais de 20 mil pessoas estão se reunindo na região da Esplanada Ferroviária. A festa começa às 14h, no local onde fica a tradicional Feira Central e está marcada para acabar às 23h.  

Em seguida, os foliões estão se deslocando para outros locais, para continuar a festa. Um deles é o Carnaval na Avenida Fernando Corrêa da Costa e conveniências espalhadas pela Capital.

No último sábado houve confusão na dispersão dos foliões, na região da Esplanada, porém, no domingo, de acordo com a polícia, a intervenção foi tranquila.

 

Felpuda


Dois pedidos de desculpas, de autorias diferentes, foram assuntos muito comentados nas redes sociais com críticas ácidas às suas declarações, até porque os envolvidos não só os usaram despropositadamente, como tiveram de voltar a eles para se redimirem. Um deles, inclusive, quase criou uma crise política da-que-las, o que obrigou seu pai, figurinha carimbada, a pular miúdo para colocar panos quentes sobre a questão. Essa gente!...