Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

SESSÃO SOLENE

Puccinelli e Zeca farão parte dos <br> ex-governadores homenageados

Solenidade será hoje, na Assembleia Legislativa
13/08/2019 14:18 - IZABELA JORNADA


Será realizada nesta terça-feira (13), às 19h30, Sessão Solene para entrega da comenda do Mérito Legislativo em reconhecimento aos governadores que fizeram e fazem parte da história do estado e do parlamento sul-mato-grossense. O evento será no Plenário Júlio Maia.

Os governadores homenageados serão Harry Amorim da Costa, Londres Machado, Marcelo Miranda Soares, Pedro Pedrossian, Wilson Barbosa Martins, Ramez Tebet, José Orcírio Miranda dos Santos, André Puccinelli e Reinaldo Azambuja. Além do presidente da Casa de Leis, Paulo Corrêa (PSDB), também farão parte da composição da mesa os deputados Zé Teixeira (DEM) e Herculano Borges (Solidariedade), primeiro e segundo secretários da Casa de Leis. 

Azambuja está no exterior passando férias e seu filho Rafael Azambuja vai representá-lo na ocasião. O secretário de Finanças da Prefeitura de Campo Grande, Pedro Pedrossian Neto vai representar seu avô na homenagem. 

A intenção é celebrar a elaboração da primeira Constituição de Mato Grosso do Sul, a formação da Assembleia Legislativa e a efetivação da democracia por meio das atividades do Parlamento. São vários os eventos que estão sendo realizados ao longo do ano para comemorar os 40 anos da promulgação da 1ª Constituição Estadual e dos 30 anos da 2ª Constituição Estadual.

A sessão solene de hoje é aberta ao público e a Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul está localizada na Avenida Desembargador José Nunes da Cunha, no Jardim Veraneio, Parque dos Poderes, Bloco 9. 

O evento será transmitido ao vivo pela TV ALMS, TV a cabo da NET, Campo Grande e Dourados, Canal 9, pela Rádio ALMS e também haverá transmissão ao vivo pela fan page oficial da Casa de Leis no Facebook.

Felpuda


Político experiente tem repetido que não é o momento de falar em eleições. O momento é de tensão, de incertezas políticas e econômicas – como se o País fosse uma ilha de preocupações cercada pelo coronavírus por todos os lados. Em Mato Grosso do Sul, onde já se registrou morte pela doença e o número de casos só tende a subir, não poderia ser diferente. “É suicídio político para quem ousar falar em eleição neste momento”, conclui. Só!