Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

GRATUITOS

Prorrogadas inscrições para cursos de segurança pública

As inscrições podem ser feitas no site da Senasp
28/08/2015 14:44 - NILCE LEMOS


 

 A Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) prorrogou até domingo (30), às 23 horas,  as inscrições para os 73 cursos gratuitos na área de segurança pública ofertados pela Senasp em parceria com a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul (Sejusp/MS).

A novidade para esta edição de cursos à distância, no último ciclo do ano, são as capacitações em Políticas Públicas de Segurança Pública e Análise Criminal 2, importantíssimas para os operadores de segurança pública, principalmente para quem atua na área de gestão e gerenciamento operacional.

Com cargas horárias de 40 e 60 horas, os cursos podem ser feitos agentes penitenciários, bombeiros, guardas municipais, policiais civis, policiais militares, policiais federais e policiais rodoviários federais, que devem disponibilizar de 5 a 7 horas por semana para leituras dos módulos e materiais complementares, pesquisa, exercícios e interação com os demais estudantes.

As aulas deste 35º ciclo de capacitação da Rede EAD Senasp/MJ ocorrerão no período de 25 de setembro a 30 de outubro de 2015 para as capacitações com carga de 40 horas. Os cursos com 60 horas começam na mesma data, mas terminam no dia 30 de outubro.

As inscrições podem ser feitas no site da Senasp no endereço eletrônicohttp://ead.senasp.gov.br , em Mato Grosso do Sul os interessados podem tirar dúvidas através do telefone 67 3318-6813 e 67 3318-6997, ou pessoalmente na Coordenadoria de Ensino à Distância da Sejusp, no Parque dos Poderes, em Campo Grande.

Felpuda


Malfeitos que teriam sido praticados em tempos não tão remotos podem ser a pedra no caminho de pré-candidatura que está sendo costurada. As conversas ainda estão nas “ondas da rádio-peão”, mas, com a proximidade da campanha eleitoral, há quem diga que isso se tornará uma tremenda dor de cabeça para quem vai enfrentar as urnas. Pior:  o dito não seria culpado direto, mas sim a sua...  Bem, deixa rolar para ver onde vai parar.