Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

FORAM MAIS DE TRÊS CRIMES

Tio entrega esfaqueador de mulheres do Carioca

'Moleque Travesso' confessou a série de crimes no bairro
23/08/2019 16:31 - RAFAEL RIBEIRO


 

A Polícia Civil identificou como Felipe da Silva Gamarra, mais conhecido como 'Moleque Travesso', 25 anos, o acusado de roubar e estuprar mulheres no Jardim Carioca, região oeste de Campo Grande.

As investigações que elucidaram uma série de crimes foram comandadas pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf). O acusado foi preso em Anastácio pela Polícia Militar, após ser entregue por um familiar.

Conforme o delegado titular da Derf, Reginaldo Salomão, a prisão foi possível graças "à grande contribuição da população, que colaborou com a Polícia Civil repassando características físicas do suspeito, bem como dando informações de pessoas do bairro, possibilitando inclusive a confecção de um retrato falado muito próximo da fisionomia do agressor."

Com a circulação de notícias dos crimes e devido ao intenso trabalho realizado pela polícias Civil e Militar no bairro, Gamarra acabou fugindo para a casa de um tio na cidade interiorana.

Ao tomar conhecimento de que o sobrinho estava sendo procurado, o familiar entrou em contato com a Polícia Militar que foi até a residência, efetuou a prisão e entregou o suspeito na delegacia local.

Segundo Salomão, naquele momento não se tinha ciência dos bárbaros crimes cometidos pelo homem no Jardim Carioca, em Campo Grande. O alerta foi dado por um investigador e o delegado Wilkson Vasco Francisco Lima, entrou em contato com a Derf, inclusive enviando fotos atualizadas do suspeito.

Policiais da Derf deslocaram até Anastácio e realizaram a transferência do suspeito para Campo Grande, onde ele foi interrogado, entrou em contradições e acabou confessando a autoria dos estupros e tentativas de homicídios ocorridas nos últimos dias no Jardim Carioca.

Conforme o delegado, ele inclusive informou detalhes da ação e escolha das vítimas. Gamarra ainda forneceu informações que levaram a apreensão das roupas que usava nos dias do crime.

 

Felpuda


As várias e várias mensagens que vêm sendo trocadas em grupos fechados, e para poucos, são de que algumas alianças poderão acontecer, mas mediante a troca de comando em alguns órgãos importantes. Seriam entendimentos para atender siglas de matizes bem diversos que vêm tentando criar dificuldades para vender facilidades. Se as negociações forem concretizadas, tornarão os caminhos sem muitas barreiras. A conferir.