Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quinta, 15 de novembro de 2018

Harfouche

Projeto polêmico sai da “geladeira”, mas deputados não se entendem

Pedro Kemp pediu vistas e proposta será redescutida na terça

29 AGO 2017Por Izabela Jornada13h:20

O projeto de lei que gerou polêmica entre deputados, na Assembleia Legislativa, e que levava o nome do procurador de Justiça, Sérgio Harfouche, saiu da “geladeira” na manhã de hoje.

A matéria, que tramita desde o ano passado no Legislativo, teve parecer favorável da Comissão de Constituição Justiça e Redação (CCJR) apresentado pelo relator do projeto, deputado Renato Câmara (PMDB).

A matéria teve emendas que foram apresentadas por parlamentares, anteriormente. Porém, o petista Pedro Kemp, um dos cinco integrantes da CCJR, já pediu vistas do projeto. Ele quer buscar acordo com o autor da matéria, deputado Lídio Lopes (PEN), extinguir o presente e fazer novo projeto.

A matéria voltou para a comissão. Kemp deve apresentar proposta de criar projeto onde a justiça restaurativa esteja inclusa com as ideologias da matéria original, de autoria de Lídio.

Na semana que vem, na terça- feira, a Comissão deverá apresentar novo parecer ao pedido de Kemp.

EMENDAS
O autor da matéria, o parlamentar do PEN, apresentou emenda para tentar acalmar os ânimos dos opositores. Uma das emendas visa a retirada do nome da lei, que antes era conhecida como Lei Harfouche. Além de pedir a retirada do nome do procurador, Lídio pediu a inclusão de escolas particulares no projeto.

O líder do partido do Governo na Casa de Leis, deputado Beto Pereira (PSDB), apresentou emenda que defende a criação de comissão para avaliar infrações de alunos nas escolas, bem como manual de direitos e deveres dos alunos e classificação de punições.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também