Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

TRANSPORTE COLETIVO

Primeiro lote de ônibus novos chega amanhã em Campo Grande

Serão 10 carros na primeira remessa; até o final deste mês devem chegar outros 19 carros
09/10/2019 13:28 - DAIANY ALBUQUERQUE


 

Os primeiros 10 ônibus novos adquiridos pelo Consórcio Guaicurus chegam a Campo Grande na quinta-feira (10) segundo o presidente do grupo, João Rezende. O lote saiu nesta quarta-feira (9) do Rio de Janeiro e tem previsão de chegar pela manhã na Capital.

Ao todo serão 55 carros novos, que irão repor os 47 carros que estão vencidos. Conforme Rezende, na próxima semana está programado para chegar mais 10 carros e até o final deste mês serão mais 9, totalizando 29 carros. Os outros 26 devem chegar ao longo de novembro.

“Eles chegam, passam por vistoria na Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran), que confere toda a documentação e só depois eles vão para as ruas. Devem estão em operação nos próximos dias”, relatou o presidente do Consórcio.

Os veículos foram adquiridos depois que a Agência Municipal de Regulação e Serviços Públicos (Agereg) ameaçou multar o Consórcio em R$ 2,7 milhões por conta de quebra de contrato. O documento previa que os carros deveriam ser trocados após cinco anos de uso e alguns carros já haviam passado desse período.

Os novos carros terão projeto de layout padronizado para garantir que a frota de 555 ônibus seja uniforme, tanto para os carros novos quanto para os que futuramente serão reformados. Nenhum veículo novo terá ar-condicionado.

Atualmente, dos 555 veículos, 50 são reservas. A idade média dos veículos em circulação é de 6,76 anos, enquanto o contrato estabelece cinco anos. Documentos que compõem a proposta apresentada pelo Consórcio Guaicurus à época da realização da licitação revelam declarações de disponibilidade de veículos ano 2002. Portanto, já com mais de uma década de uso.

Levantamento da Agereg aponta que para manter a frota dentro da idade média de cinco anos, o consórcio precisa adquirir cerca de 55 veículos por ano, o que custaria R$ 20 milhões.

Mesmo oferecendo frota de veículos usados, o Consórcio Guaicurus, responsável por 20 anos pela administração do transporte coletivo da Capital, foi o vencedor da licitação realizada em 2012. As empresas foram escolhidas mesmo apresentando maior valor de outorga de concessão do que a concorrente. O valor oferecido foi de R$ 20 milhões, sendo R$ 8,75 milhões maior do que o disponibilizado pela paranaense Auto Viação Redentor.

Felpuda


Em uma das eleições em MS, candidato já oficializado na convenção corria o trecho para conquistar os eleitores. Mal sabia, porém, que time do seu partido e de aliados estava tramando sua derrubada para emplacar substituto que teria mais votos. Por muito pouco, o dito-cujo não foi guilhotinado, conseguindo salvar o pescoço. Agora tudo indica que o mesmo processo estaria em andamento e seria mais fácil, pois a “vítima” desta vez ainda é só pré-candidato. Dizem que a “turma da trairagem” tem know-now no assunto.