Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

entre tijolos

PRF flagra 4 toneladas de maconha escondidas em carga de tijolos

Motorista revelou que receberia R$ 10 mil para fazer transporte

30 JUN 17 - 17h:36MARIANE CHIANEZI

A estratégia de traficantes para tentar driblar as fiscalizações da polícia em rodovias de Mato Grosso do Sul e conseguir transportar grandes quantidades de droga está variando. Em geral, os criminosos usam cargas principalmente de grãos, mas entre a noite de ontem e madrugada de hoje a Polícia Rodoviária Federal descobriu uma outra tática: maquiar o tráfico com tijolos.

Durante abordagem na BR-163, perto de Dourados, agentes descobriram 4,3 toneladas de maconha em um caminhão que estavam embaixo de tijolos de construção. O que ajudou os PRFs a descobrirem o carregamento foi que o motorista do veículo ficou com medo da fiscalização e tentou fugir ao receber ordem de parada.

Só conseguiu andar por cerca de 500 metros e acabou alcançado pelos policiais e abordado.

Diferentemente da soja, que permite uma fiscalização mais "fácil" para encontrar a droga, a partir da utilização de barras de ferro que tocam o fundo da carga, com tijolos só foi possível confirmar a suspeita depois que houver o descarregamento.

Esse tipo de verificação poderia ser mais efetiva se houvesse a disponibilidade de scanner, mas esse equipamento tem alto custo de operacionalização e por isso a PRF não têm condições de utilizá-lo regularmente. A tecnologia pode permitir que mesmo cargas sólidas, como tijolos, não mascarem a droga.

Anderson Júnior Giacomini, 29 anos, era quem dirigia o caminhão modelo Iveco e terminou preso por tráfico de drogas.

O suspeito disse que pegou a carga em Laguna Carapã e levaria a maconha até a cidade de Cuiabá (MT). Pelo transporte, Anderson receberia R$ 10 mil.

Além da apreensão da droga, os policiais constataram que o motorista só estava com a carteira de trabalho e certidão de nascimento para a sua identificação, sem a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV).

Caminhão estava com placas clonadas e havia registro de roubo na cidade de Franca (SP). Anderson foi encaminhado para a sede da Polícia Federal de Dourados junto à carga apreendida.

MAIOR APREENSÃO

Neste mês, entre Aral Moreira e Ponta Porã, a PRF, com apoio da Polícia Federal, encontrou 22,6 toneladas de maconha em caminhão que transportava soja. A carreta bitrem tinha placas de Bauru (SP). Essa foi a maior apreensão no Estado e a segunda maior do país.

Nesse caso, a delegacia da Polícia Federal de Ponta Porã está com investigação para identificar os traficantes que tinham comprado o entorpecente. No caso de grandes quantidades, apuração já verificou que criminosos fazem a aquisição por meio de "consórcio", para diminuir perdas e custos.

*Colaborou Rodolfo César.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Feriado deve ter predomínio de calor <br>e baixa umidade do ar em MS
METEOROLOGIA

Feriado deve ter predomínio de calor e umidade baixa

Bugio atropelado no Jardim Petrópolis morre após resgate da PMA
CAMPO GRANDE

Bugio atropelado no Jardim Petrópolis morre após resgate

Chuva forte e rápida alaga ruas <br>no entorno da Lagoa Itatiaia
CAMPO GRANDE

Chuva rápida alaga ruas no entorno da Lagoa Itatiaia

PRF apreende 140 kg de cocaína em fundo falso de caminhão
CORUMBÁ

PRF apreende 140 kg de cocaína em caminhão

Mais Lidas