Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

POLÊMICA

Preso por ameaçar Simone e Simaria diz que sofreu atentado de família da dupla em MS

Homem de 46 anos foi preso no RS após ameaçar as cantoras na rede social

13 NOV 19 - 11h:00BRUNA AQUINO

Homem de 46 anos foi preso nesta semana pela Polícia Civil de Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul, suspeito de ameaçar as cantoras da dupla sertaneja, Simone e Simaria. Há duas semanas, ele estava sendo monitorado pela polícia local, porque intensificou as ameaças pelas redes sociais. Segundo a polícia, o homem que indica sinais de disturbios mentais alegou que foi vítima de atentado cometido pela família de Simone e Simaria- em 1996 no Estado de Mato Grosso do Sul, quando as irmãs ainda eram crianças.

Segundo informações do G1 de Porto Alegre, o delegado que efetuou a prisão do suspeito,  Alexandre Ferreira Quintão, da 3ª Delegacia de Polícia de Novo Hamburgo informou que ele foi encontrado em casa, no bairro Boa Saúde, onde morava com a esposa e dois filhos. "Ele diz que a família delas seria responsável por ele quase ter morrido, em Campo Grande, em 1996, mas não explica o motivo. Diz que sofreu um atentado a tiros e foi preso no interior do Mato Grosso do Sul, saiu de lá e voltou ao Rio Grande do Sul. Como disse que conhecia elas, resolveu agora ameaçar pedindo que o ajudassem", conta o delegado. Nenhuma informação, porém, foi confirmada pela polícia.

Conforme apurado pela reportagem, o suspeito não tem nenhum registro de antecedentes criminais em Mato Grosso do Sul. 

Ainda segundo a polícia de RS, os ataques começaram há dois anos pelas redes sociais mas se intensificou nas últimas semanas. Em depoimento, o suspeito mencionou que se preparava para ir em show das cantoras, no próximo dia 14 de dezembro, no estádio do Beira-Rio em Porto Alegre. O intuito era para se vingar, mas não há informação de como faria isso. Toda a ação do suspeito era publicada por ele mesmo em sua página na rede social ou em meio de milhares comentários na página das famosas. 

O mandado de prisão já havia sido expedido pelo Juizado Especial Criminal de Santana de Parnaíba, na Grande São Paulo, pelos crimes de ameaça e injúria. Segundo informações da polícia, o suspeito é usuário de drogas há 20 anos e tem diversos antecedentes criminais por pequenos delitos. A polícia acredita que ele tenha algum distúrbio, uma vez que disse em depoimento que algumas das músicas da cantora foram inspiradas nele. 

Página na rede social do suspeito era voltado a questionamentos contra a dupla.

Em vídeos nas redes sociais, o suspeito não economizou acusações e questionamentos contra a dupla sertaneja. “Eu só queria fazer uma pergunta para a Simone e Simaria, como é que vocês se sentem depois que eu passei, para sobreviver depois que eu sai do hospital, como é que vocês se sentem? vocês acham que eu mereço ainda ser humilhado por vocês duas, vocês sabem de tudo que eu passei e parece que vão me humilhar sempre, não vão parar de me humilhar? Eu sempre respeitei vocês duas, nunca faltei com respeito com nenhuma, foi ou não foi sua família que tentou me matar, foi né, porque?”, disse o suspeito em vídeo. 

No entanto, as informações são desencontradas, e o homem mescla acusações com mensagens de perdão e elogios a dupla. Em uma das publicações, o internauta diz “Simone e Simaria vocês estão perdoadas, mas eu preciso saber se foi a família de vocês que tentou me matar por causa da Simaria?”, diz a publicação. 

 

Em nota oficial, a assessoria de Simone e Simaria informou que após os ataques sofridos pelas redes sociais “no exclusivo objetivo de preservação da integridade física das cantoras e seus familiares, levou a questão ao conhecimento das autoridades públicas para os devidos fins e providências” e que vai aguardar o processo sem informações de mais detalhes, reiterando que o respeito, a alegria e o carinho, marca da dupla com seu público, fãs e admiradores se sobreponham, e que o fato seja rapidamente esquecível.

CARREIRA

Apaixonadas por música desde crianças, Simone e Simaria começaram a cantar ainda bem pequenas, participando de shows de calouros em Uibaí, onde nasceram, e nas cidades vizinhas, no interior da Bahia, e mais tarde no Mato Grosso, para onde se mudaram. Quando Simaria fez nove anos e Simone sete, as irmãs começaram uma carreira profissional, fazendo apresentações em eventos das prefeituras de cidades da Bahia.

Quatro anos depois, Simone e Simaria se mudaram para São Paulo junto com a mãe, onde Simaria começou a fazer shows em uma casa de forró. Foi nesse período em que Simaria conheceu o cantor Frank Aguiar, com quem passou a trabalhar. Mais tarde, escolhida por meio de um concurso com o público, Simone também entrou para a banda de Frank, juntando-se à irmã, quando ganharam o apelido de “as pirralhinhas”. A parceria durou sete anos para Simaria e cinco para Simone, até que as irmãs quiseram a investir em novos projetos e começaram a fazer shows sozinhas.

 

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Confira ruas que serão interditadas no fim de semana
CAMPO GRANDE

Confira ruas que serão interditadas no fim de semana

Decisão do TJ sobre PRF que matou empresário abre precedente no STF
RICARDO SU MOON

Decisão do TJ sobre PRF que matou empresário abre precedente no STF

Após um mês, emissão de RG é regularizada em Mato Grosso do Sul
FINALMENTE

Após um mês, emissão de RG é regularizada em MS

“Eu sei de tudo ‘véio’”, disse mandante para vítima em assalto na Vila Carlota
MÃO ARMADA

“Eu sei de tudo ‘véio’”, disse mandante para vítima em assalto na Vila Carlota

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião