Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CAMPO GRANDE

Prejuízo foi de R$ 10 mil, diz gerente de conveniência saqueada

Durante confusão, bebidas foram roubadas, vidros e eletrônicos quebrados
25/02/2020 15:40 - Camila Andrade Zanin


 

"Tivemos um prejuízo de aproximadamente R$ 10 mil". Foi assim que o gerente da conveniência Big Festas, Juan Carlo, respondeu ao ser perguntado sobre as consequências da briga generalizada que ocorreu no local na manhã desta terça-feira (25). Funcionários do local e policiais, agora irão analisar as imagens das câmeras de segurança do estabelecimento para poder chegar aos autores do quebra-quebra, que resultou no saque de vários produtos da loja, localizada na Rua Antônio Maria Coelho, em Campo Grande. 

Depois de depredarem e invadirem a loja de conveniência, aproximadamente vinte pessoas, a maioria jovens e adolescentes, entraram no local e roubaram bebidas. "Também quebraram os vidros do caixa e uma televisão de 60 polegadas", contou o gerente. 

Durante o tumulto, um jovem de 19 anos que estava no local foi ferido por um disparo no pé esquerdo e tornozelo direito. Ele foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e atendido às 7h15min, na área vermelha do pronto-socorro da Santa Casa. O rapaz está consciente, orientado e estável no momento, mas aguarda avaliação da especialidade de ortopedia.

O segurança da conveniência, Jonas Nunes, contou ao Correio do Estado que o outro segurança que cobria o turno, seu parceiro de trabalho, está sendo apontado como autor do disparo, e de ter agredido uma jovem. A conveniência também sofre acusação de envolvimento direto na confusão.

Jonas negou as acusações e assegura que tudo o que aconteceu, foi filmado pelas câmeras de segurança do local. “A loja fica aberta 24 horas. Está tudo filmado. O segurança não teve nada a ver, ele estava apenas defendendo a loja e os funcionários, duas mulheres e dois rapazes, que trabalham aqui”. 

Jonas explica que garrafas, pedras e outros objetos estavam sendo usados como ‘arma’ pelos envolvidos, que já estavam alcoolizados. Ele conta que uma garrafa de vidro tacada no meio da confusão, acertou a cabeça de uma jovem, que desmaiou no local. O outro segurança que estava no local na hora socorreu e carregou a garota para dentro da conveniência.

 
 

SAQUE

Durante a confusão, a conveniência também foi roubada e quebrada. Bebidas como vodca, cerveja e energético foram levados. O segurança afirma que haverá prejuízo, mas que ainda não foi calculado. “Além dos gastos para reposição e reparo dos produtos roubados e quebrados, será necessário gastar também com um advogado para o outro segurança, por conta das acusações sofridas”, disse o segurança.

Antes da confusão, o funcionário da conveniência conta que as pessoas que estavam por lá, e começaram a briga, já estavam causando perturbação tirando rachas de moto pela rua. Ele reforça que ali é uma região que tem confusões com frequência.

“Ontem teve quatro disparos mais pra cima da rua, anteontem mais dois, que pegaram em um condomínio. Uma moradora veio até a loja reclamar e questionar se havia sido o segurança daqui. Mas não foi” complementa Jonas.

O Batalhão de Choque da Polícia Militar foi acionado, mas quando chegou ao local o grupo já havia dispersado. “Nós chamamos a polícia que infelizmente demorou a chegar, e quando chegou, já não tinha muito o que fazer, pois já havia dispersado”. 

 
Briga generalizada em frente a conveniência Big Festas - recebido pelo whastapp

Felpuda


Malfeitos que teriam sido praticados em tempos não tão remotos podem ser a pedra no caminho de pré-candidatura que está sendo costurada. As conversas ainda estão nas “ondas da rádio-peão”, mas, com a proximidade da campanha eleitoral, há quem diga que isso se tornará uma tremenda dor de cabeça para quem vai enfrentar as urnas. Pior:  o dito não seria culpado direto, mas sim a sua...  Bem, deixa rolar para ver onde vai parar.