Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

MAIS 20 VEÍCULOS

Prefeitura entrega novos ônibus e garante reforma de terminais em novembro

Mais veículos devem chegar à capital em um mês
22/10/2019 16:43 - ADRIEL MATTOS


 

Começam a circular a partir desta terça-feira (22) 20 dos 55 novos ônibus do transporte público de Campo Grande. Os veículos restantes devem chegar ao longo do mês de novembro. “Os demais já estão sendo fabricados e devem chegar até 10 de novembro. Os micro-ônibus também estão sendo fabricados e devem chegar até o final de novembro”, explicou João Rezende, diretor-presidente do Consórcio Guaicurus, concessionária que opera o sistema de transporte coletivo.

Durante a solenidade de entrega dos novos ônibus, o prefeito Marcos Trad (PSD) anunciou que as obras de reformas de alguns terminais da cidade devem começar também no próximo mês. Após solicitar mudanças na lei, a prefeitura vai executar as obras com o valor das multas aplicadas sobre o consórcio e à Flexpark, concessionária que administra o estacionamento no centro da capital. “Juntamos R$ 2,5 milhões em um ano e vamos reformar três terminais: Júlio de Castilho, Bandeirantes e [a estação] Hércules Maymone”, afirmou Trad.

Antes de serem entregues, os ônibus foram encaminhados para vistoria da Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran). O Consórcio Guaicurus, responsável por 20 anos pela administração do transporte coletivo da Capital, foi o vencedor da licitação realizada em 2012, com valor de outorga de concessão de R$ 20 milhões, sendo R$ 8,75 milhões maior do que o disponibilizado pela paranaense Auto Viação Redentor.

O contrato prevê que os ônibus devem ser trocados após cinco anos de uso e alguns dos carros em circulação já ultrapassam esse período, o que levou a Agência Municipal de Regulação e Serviços Públicos (Agereg) a ameaçar de multa o Consórcio, em R$ 2,7 milhões por conta de quebra de contrato. Após isso, a empresa anunciou a renovação da frota.

Os novos carros têm projeto de layout padronizado para garantir que a frota, de 555 ônibus, seja uniforme tanto para os veículos novos quanto para os que futuramente serão reformados. Nenhum veículo novo tem ar-condicionado.

Atualmente, dos 555 veículos, 50 são reservas. A idade média dos veículos em circulação é de 6,76 anos, enquanto o contrato estabelece cinco anos, com a compra dos novos carros, segundo o diretor-presidente da Agereg, Vinícius Leite, essa idade volta para a média estabelecida em contrato.

Levantamento da Agereg aponta que para manter a frota dentro da idade média de cinco anos, o consórcio precisa adquirir cerca de 55 veículos por ano, o que custaria R$ 20 milhões.

Felpuda


Considerados “traíras” por terem abandonado o barco diante dos indícios da chegada da borrasca à antiga liderança, alguns pré-candidatos terão de se esforçar para escapar da, digamos assim, vingança, velha conhecida da dita figurinha. Dizem por aí que há promessas nesse sentido, para que os resultados dos “vira-casacas” nas urnas sejam pífios. Sabe aquela velha máxima: “Pisa. Mas, quando eu levantar, corre!” Pois é...