Terça, 12 de Dezembro de 2017

PAGAR

Prefeitura aumenta em 1,83% taxa de esgoto e abastecimento de água

Administração reduziu consumo mínimo e aumentou tarifa social

6 DEZ 2017Por YARIMA MECCHI11h:41

A Prefeitura de Campo Grande reajustou em 1,83% a taxa de esgoto e abastecimento de água nesta quarta-feira (6). De acordo com o decreto publicado em Diário Oficial, a nova tarifa começa a valer a partir do dia 6 de janeiro de 2018.

Marcos Trad (PSD), prefeito da Capital, reduziu o consumo mínimo para 5m³ e aumentou o consumo da tabela social. Antes, o mínimo pago pelos consumidores era a taxa sobre 10 m³.  

Com a nova tabela de custo, uma casa residencial que usa entre 16 a 20 m³ deve pagar R$ 5,56 na tarifa de água e R$ 4,10 de esgoto por metro cúbico consumido.

O novo preço foi estabelecido pela Agência Municipal de Regulação dos Serviços Públicos (Agereg) e deve ser adotado pela empresa Águas Guariroba - concessionária responsável pelo abastecimento de água e tratamento de esgoto em Campo Grande.

De acordo com o responsável pela Agência, Vinícius Leite Campos, a conta é feita com base no Índice Nacional de Preço ao Consumidor (INPC) e este ano teve um aumento mínimo. “Desde 2001 esse é o menor aumento. A empresa pediu um aumento maior na taxa, mas a conta é prevista em contrato. Eles alegam que com a redução do consumo mínimo terá prejuízo e o mínimo garantia um faturamento para manutenção do sistema”, relatou.

O responsável pela Agereg conta que o decreto divulgado nesta quarta-feira porque a lei determina que seja publicado com 30 dias de antecedência de quando começa a valer. Conforme a tabela, a tarifa social, para quem consome até 20m³ a tarifa de água a ser cobrada é de R$ 2,04 e de esgoto R$ 1,43 - por metro cúbico, ou seja, quem usar 20m³ de água deve pagar R$ 40,80 de taxa de abastecimento e R$ 28,60 de esgoto.

Leia Também