Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CAMPO GRANDE

Prefeitura abre edital para formular parcerias com comunidades terapêuticas

Serão 130 vagas mensais para acolhimento de moradores de rua
15/08/2019 11:14 - RAFAEL RIBEIRO


A Prefeitura de Campo Grande, por meio da Secretaria Municipal de Governo e Relações Institucionais, e Subsecretaria de Defesa dos Direitos Humanos, abriu edital nesta quinta-feira (15) para celebrar parceria com comunidades terapêuticas, para execução de serviços de tratamento, reabilitação e reinserção social de pessoas com dependência de substância psicoativa (álcool e drogas).

O edital tem previsto 130 vagas mensais para tratamento de pessoas que se encontre em situação de rua, ou vulnerabilidade social, na cidade e precisam dos serviços de acolhimento, tratamento, reabilitação e reinserção social.

As comunidades terão que promover a autonomia e a melhoria da qualidade de vida do usuário e suas famílias; desenvolver ações especializadas para a superação das situações violadoras de direitos que contribuem para a intensificação da dependência de substância psicoativa (álcool e drogas); possibilitar a convivência comunitária; promover acessos à benefícios a programas de qualificação profissional, cursos, acesso à educação, cultura e lazer, além das demais políticas públicas setoriais e do Sistema de Garantia de Direitos Humanos.

Terão ainda que organizar palestras nas escolas públicas e particulares do município, para a educação, de jovens e adultos e outras ações voltadas para a população com um ou mais fatores de risco associados ao uso indevido de drogas lícitas e ilícitas.

A proposta deve se apresentada no prazo de 30 dias, a contar da data da publicação no Diário Oficial, e serem entregues no Protocolo da Subsecretaria de Defesa dos Direitos Humanos, localizada na Rua Barão do Rio Branco, 2260, Bairro Centro, das 8h às 11h e das 13h às 17h.

Felpuda


A tal estratégia de jogar informações nas redes sociais com objetivo de prejudicar adversários está começando a gerar reações. Uma dessas figurinhas vai ter de explicar, na Justiça, o por quê de postagem trazendo suspeitas pesadas contra cabeça coroada, que não gostou nadica de nada de ver o seu nome sendo usado como “bucha de canhão” para fins eleitoreiros. Vem chumbo grosso por aí! E sai debaixo!...