Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CAMPO GRANDE

Prefeito veta projeto de lei para manutenção de Cidade do Natal

Local está abandonado; proposta era ceder os quiosques à entidades beneficientes
19/07/2019 12:58 - DA REDAÇÃO


 

Veto total foi dado pelo prefeito Marcos Trad à proposta da Câmara de Vereadores de ceder quiosques da Cidade do Natal, localizada nos altos da Avenida Afonso Pena, em frente ao Parque das Nações Indígenas,  para entidades beneficentes durante um final de semana por mês ou mais. A justificativa, publicada na edição desta sexta-feira, do Diário Oficial do município, é de que este tipo de autorização, para utilização de bens municipais, é de competência exclusiva do Poder Executivo.


Aprovado no mês passado pelos vereadores, o projeto é de autoria do vereador André Salineiro (PSDB). Ele alega que com isso, haverá uma economia ao cofre público municipal, que em 2017 chegou a gastar R$ 396 mil na revitalização e decoração do local.


Em julho, a reportagem do Correio do Estado, denunciou o abandono da estrutura. Desde de 2012 utilizada para abrigar os festejos de final de ano, o local se encontrava com muita sujeira, resquícios de drogas e criadouros do mosquitos do Aedes aegypti e animais peçonhentos.


LICITAÇÃO


Desde de maio, corre licitação para contratar empresa interessadas no serviço de elaboração de projetos básicos, executivo e complementares do espaço multiuso da Cidade do Natal, pelo valor de R$ 172.485,01. No entanto, as propostas apresentadas foram desclassificadas.

Felpuda


Tudo indica que o MDB não conseguiu convencer o PSDB de iniciar namoro com vistas a casamento nas eleições, e a ideia teria sido descartada. Os tucanos demonstraram que o problema deles não é o cargo: os emedebistas ofereceram a vaga de vice na disputa à Prefeitura de Campo Grande, a mesma cobiçada pelos tucanos, mas na chapa do PSB do atual prefeito. A questão, politicamente falando, seria, digamos, o oferecido “noivo”. Afe!