Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

NOVO PRAZO

Profissionais da Saúde continuam sem reajuste salarial da prefeitura

Prefeito Marcos Trad (PSD) pediu mais prazo para apresentar proposta

24 JUN 17 - 15h:59TAINÁ JARA

O prefeito Marcos Trad (PSD) pediu prazo até a próxima quinta-feira (29) para apresentar nova proposta de reajuste para os médicos, enfermeiros e odontólogos da rede municipal de saúde. A solicitação foi feita na manhã de hoje em reunião realizada entre o chefe do executivo, vereadores e representantes dos sindicatos.

O impasse com as categorias impede a prefeitura de encerrar as negociações com os 22,6 mil servidores municipais. 

Conforme o vereador e presidente do Sindicato dos Trabalhadores Públicos em Enfermagem do Município de Campo Grande (Sinte/Pmcg), Hederson Fritz, o prazo foi pedido, porém, no caso dos  400 enfermeiros e 786 técnicos de enfermagem, a proposta será apreciada em assembleia marcada para a próxima segunda-feira.

“Nós vamos debater, pois, estamos há quase 50 dias elaborando uma proposta que foi retirada da pauta da Câmara a pedido do executivo municipal”.

Na última quinta-feira, os vereadores tiraram de votação o projeto de lei que previa reajuste para a categoria sob alegação de necessidade de análise de impacto nas finanças do município.

A proposta acordada com os enfermeiros consistia na incorporação de todas as rubricas ao salário base (R$ 2.827/mensal) dos profissionais.

Conforme o secretário de Finanças, Pedro Pedrossian Neto, isto representaria 96% de reajuste no salário. 

No dia da votação, o prefeito alegou que a retirada de pauta também seria na intenção de impedir a realização da greve dos médico, pois, a mesma proposta apresentada aos enfermeiros não teria agradado a categoria. 

A intenção do executivo municipal é que os reajustes tenham impacto zero na receita, pois, entrariam dentro da série de cortes na folha de pagamento anunciadas no mês passado pelo prefeito Marcos Trad. O plano de contigenciamento previa o enxugamento de R$ 5 milhões com pessoal dentro de dois meses.

OUTROS REAJUSTES

Nesta semana, os profissionais da educação, que representam 8 mil servidores municipais, tiveram reajuste de 7,64% escalonado até dezembro deste ano aprovado pelos vereadores.

A Casa de Leis também votou a favor a criação de tabela salarial de 1.200 guardas municipais.

Entre os benefícios negociados com a categoria está a mudança na carga horária dos plantões que era de 24h de trabalho e 72h descanso e agora será de 12h de trabalho direto contra 36 horas de descanso.
 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Procon/MS notifica CCR-MSVias sobre reclamações de usuários
IRREGULARIDADES PEDÁGIO

CCR-MSVias é notificada por falta de pessoal e troco

Sobrinho mata tia com 24 golpes de faca de cozinha no Santo Amaro
VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

Sobrinho mata tia com 24 golpes de faca de cozinha

Resultado de incentivo para fábrica de cerveja sai na quarta (24)
TRÊS LAGOAS

Incentivo fiscal para fábrica de cerveja sai na quarta (24)

Sábado com sol e temperatura em elevação na Capital
PREVISÃO DO TEMPO

Sábado com sol e temperatura em elevação na Capital

Mais Lidas