VEJA VÍDEO

Prefeito discute com comerciantes na Bandeirantes

Evento lançava obras em importante via do Centro
16/04/2019 10:59 - TAINÁ JARA


 

Dois comerciantes bateram boca com o prefeito Marcos Trad (PSD) na manhã desta terça-feira (16), no primeiro dia de obras para implantação de corredor de ônibus na Avenida Bandeirantes, região central de Campo Grande. Eles reclamam da supressão de pelo menos 70% das vagas de estacionamento na via. “É um uma obra necessária para a cidade”, afirmou o prefeito após a discussão.

A drenagem e recapeamento executados na Avenida Bandeirantes compõem o projeto do Corredor Sudoeste que abrange ainda a Rua Guia Lopes e Rua Brilhante, que ainda não foram finalizadas. O investimento no novo trecho é de R$ 8.121.306,90 do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) - Mobilidade com contrapartida do administração municipal.

Em vistoria às obras, o prefeito foi confrontado por dois comerciantes com críticas ao projeto. Um deles chegou a dizer que a via não precisa de corredor de ônibus e que o projeto deveria ser executado na Avenida Ernesto Geisel. Conforme a Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran) circulam na avenida 32 mil usuários do transporte coletivo diariamente, além da grande frota de veículos.

Conforme o prefeito, a obra é necessária para cidade e o recapeamento é um pedido antigo dos próprios comerciantes. “Se fosse só para jogar uma lama asfáltica e ir embora, daria. Mas isso é coisa mal feita e coisa mal feita eu não vou fazer, mesmo que as pessoas não entendam e deixem de votar em mim, como aquele cara falou”.

Foram cerca de 10 minutos de bate boca até o prefeito prometer uma nova reunião com os comerciantes. Conforme Marcos Trad, o projeto foi debatido pelos representantes de estabelecimentos comerciais na Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e cerca de 30 pessoas compareceram.

A execução das obras da Avenida Bandeirantes começou no trecho entre a Avenida Afonso Pena e a Rua 26 de Agosto. Conforme o secretário municipal de Infraestrutura e Serviço Público (Sisep), Rudi Fioresi, serão duas frentes de trabalho. “Aqui começamos uma drenagem e nos próximos dias inicia uma outra frente de drenagem, mais próximo lá do Trevo Imbirussu”. Ele, assim como prefeito, garante a entrega da obra dentro do prazo de um ano previsto no contrato com Engepar Engenharia.  

BRILHANTE

As novas obras do Corredor Sudoeste começaram sem a conclusão da etapa da Rua Brilhante, Rua Guia Lopes e Marechal Deodoro. O titular da Sisep afirmou que os militares, responsáveis pela execução do projeto, começaram a implantar o pavimento rígido para trânsito dos coletivos. “Espero que até o final do ano a gente conclua com as estações de embarque e sinalização”, afirmou.

Esta primeira etapa, executada a partir de convênio com o Exército, corresponde a menos 30% do total do projeto previsto para ser executado ao longo de 12 quilômetros ao custo de R$ 23,5 milhões, provenientes do governo Federal e da prefeitura. O convênio foi assinado em agosto de 2016.

 

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".