Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PANDEMIA

Por que diabéticos são vulneráveis à Covid-19? Cientistas explicam

Pesquisadores brasileiros fizeram estudo em laboratório e descreveram como coronavírus avança nos pacientes
26/05/2020 11:57 - Ricardo Campos Jr


Experimentos feitos em laboratório por pesquisadores brasileiros reforçam por que diabéticos têm mais chances de evoluir para quadros graves da Covid-19. 

Basicamente, a doença crônica eleva os níveis de glicose no sangue. Os altos teores desse açúcar são captados por um tipo de célula de defesa (monócito) que serve como fonte de energia extra para o novo coronavírus, que se multiplica mais rápido.

Conforme a carga viral aumenta, esses monócitos liberam grandes quantidades de uma proteína chamada citocina, que tem efeitos benéficos, mas causa a morte das células pulmonares.

 
 

A pesquisa foi liderada pelo doutor em imunologia Pedro Manoel Mendes de Moraes Vieira, professor da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e pelo grupo de cientistas da instituição que estão na força-tarefa contra a Covid-19 coordenada pelo doutor em biologia molecular Marcelo Alves da Silva Mori.

O estudo também teve o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa de São Paulo (Fapesp). As informações foram reunidas em um artigo científico que está em fase de revisão.

A metodologia envolveu análise das células pulmonares de pacientes graves com ferramentas de bioinformática e abre margens para novas opções de tratamentos a serem testados contra a doença.

Segundo a doutora em Ciências pela Universidade Federal de São Paulo e professora da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Iandara Schettert, o artigo reforça a necessidade das pessoas que têm essa comorbidade dobrarem o cuidado com a alimentação, controle dos níveis de açúcar no sangue, tomar remédios nos horários corretos, comparecerem às consultas médicas periódicas e evitar ao máximo sair de casa.

“O paciente diabético tem resposta inflamatória que ocorre comigo resposta imune, sendo a defesa do organismo diferente de uma pessoa saudável. Ele fica em situação de inflamação contínua. Por isso, se possível, fique em casa, use máscara. Se tem alguém dentro de casa que sai com frequência, use proteção até mesmo na residência”, completa.

 

Felpuda


Considerados “traíras” por terem abandonado o barco diante dos indícios da chegada da borrasca à antiga liderança, alguns pré-candidatos terão de se esforçar para escapar da, digamos assim, vingança, velha conhecida da dita figurinha. Dizem por aí que há promessas nesse sentido, para que os resultados dos “vira-casacas” nas urnas sejam pífios. Sabe aquela velha máxima: “Pisa. Mas, quando eu levantar, corre!” Pois é...