CANAL DE COMUNICAÇÃO

População poderá reivindicar melhorias no site da Câmara

Internauta terá acesso ao link por e-mail
16/04/2019 14:42 - ALINE OLIVEIRA


 

Uma nova ferramenta está disponível a partir desta terça-feira (16), no portal da Câmara Municipal de Campo Grande. Nele ficará disponível o link "Seu bairro precia de melhorias? - envie por aqui", no qual o cidadão poderá informar as solicitações mais importantes de cada bairro e região. 

Segundo informado pela instituição, os pedidos serão transformados em indicações e formuladas em nome dos 29 vereadores e lidas em plenário, nos dias de sessão.

Ao acessar o canal, os moradores podem apresentar reivindicações diversas, como por exemplo: tapa-buracos, semáforo, cascalhamento e patrolamento, poda de árvore, troca de lâmpada, sinalização de trânsito, limpeza de via pública, manutenção de praças e parques, policiamento e outros. 

Na sessão de hoje (16) já foi lida uma das indicações, encaminhada ao gabinete do prefeito e pedindo limpeza de boca de lobo, na Rua Adolfino de Almeida, no residencial  Estrela Park. Conforme destacado pela Câmara cada solicitação será direcionada para os órgãos competentes. 

O vereador João Rocha, presidente da Casa de Leis, anunciou a disponibilização deste novo canal durante a sessão e destacou a “importância do trabalho com transparência e acessibilidade à população, que está participando dos mandatos e dando força ao colegiado”.

No ano passado, os vereadores apresentaram 43 mil indicações de melhorias, ouvindo a população nos bairros, aplicativos, redes sociais ou atendimento aos moradores na Câmara. Muitos desses pedidos foram atendidos pelo Executivo.   

*Com informações da Câmara Municipal

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".