Segunda, 19 de Fevereiro de 2018

FRONTEIRA

Homem é assassinado a tiros dentro de carro ao parar
em semáforo

Vítima estava com o chefe e a polícia investiga se ele também estava na mira

4 AGO 2015Por LAURA HOLSBACK08h:12

O funcionário de uma empresa de produção de energético, Joaquim Ferreira, conhecido como Quincas, foi assassinado com três tiros de pistola nove milímetros, na Avenida Brasil, no Centro de Ponta Porã, fronteira com o Paraguai, por volta das 20h de ontem (3).

Ele dirigia um Cross Fox, com placas de Dourados, acompanhado do empresário Fábio Moresco, com quem trabalhava e saiu ileso. O carro estava parado em semáforo quando o pistoleiro se aproximou, em uma motocicleta de origem estrangeira, e atirou em Joaquim, que estava com o vidro da porta do motorista entreaberto e foi atingido na cabeça.

De acordo com a delegada Sueile Araújo Lima, que registrou o caso, ainda é cedo afirmar a motivação, mas não é descartado que o crime esteja relacionado a desacertos comerciais e que Fábio também estivesse na mira. “O Fábio tem desentendimento com um empresário da cidade. Há a possibilidade de que os dois estivessem na mira, já que a vítima acompanhava Fábio em todos os trabalhos. Não sei se Joaquim foi morto para intimidar Fábio. Ele está bastante assustado”, pontuou.

Ainda conforme a delegada, em junho, um irmão de Fábio sofreu tentativa de assassinato em Pedro Juan Caballero e, na ocasião, o motorista dele ficou ferido a tiros. Na época, um empresário foi apontado como suspeito, mas o caso segue sem esclarecimento.

A polícia investiga se o atentado tem relação com a execução de Joaquim.

 
  • Joaquim Ferreira foi candidato a vereador pelo PDT nas eleições de 2012

Leia Também