Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

VERBA

Ponta Porã recebe R$ 7 milhões da União para obras

Objetivo é melhorar mobilidade urbana na cidade

14 AGO 19 - 10h:33RAFAEL RIBEIRO

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) aprovou o financiamento de 13 projetos na área de mobilidade urbana para 11 cidades nos estados da Bahia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina e São Paulo. Os municípios foram selecionados por meio do Programa Avançar Cidades, no Grupo 1, e terão acesso a R$ 102 milhões para investimentos.

No Estado, apenas Ponta Porã foi contemplada, com investimentos de R$ 7.829.370,60 para obras de Qualificação Viária e Elaboração de Estudos e Projetos. 

Esta é a segunda lista de propostas aprovada pelo MDR no âmbito do Grupo 1 em 2019. Anteriormente, a Pasta selecionou outros 22 projetos da mesma categoria, além de cinco proposições do Grupo 2.

O Programa Avançar Cidades – Mobilidade Urbana está dividido em dois grupos, conforme o porte do município.

O Grupo 1 é composto por cidades com até 250 mil habitantes, enquanto o Grupo 2 inclui os centros urbanos com população superior a 250 mil moradores.

A divulgação das Portarias de seleção de proposta representa a última etapa para a obtenção do financiamento via Avançar Cidades. As cartas-consulta foram apresentadas aos agentes financeiros e obtiveram parecer favorável aos projetos básicos dos empreendimentos e às análises de risco e de engenharia.

Os recursos disponibilizados são de financiamento, oriundos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), conforme previsto no Programa de Infraestrutura de Transporte e da Mobilidade Urbana (Pró-Transporte), regulamentado pela Instrução Normativa nº 27/2017.

A taxa nominal de juros das operações de empréstimo do Pró-Transporte é de 6% ao ano, podendo ser acrescida taxa diferencial de até 2% e taxa de risco de crédito de até 1%. O prazo para pagamento pode chegar a 20 anos, com carência de até 48 meses.

Após a seleção final pelo Ministério do Desenvolvimento Regional, os municípios têm até um ano para formalizar a contratação da proposta com o agente financeiro.

Os proponentes poderão acessar o financiamento em diversas instituições financeiras habilitadas no Pró-Transporte.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Internauta que compartilhar fotos íntimas pode indenizar vítima

BRASIL

Taxista encontra US$ 18 mil e devolve dinheiro aos donos

BRASIL

Justiça decreta prisão preventiva de dois filhos de Flordelis

Passageira morre após homem colidir moto contra placa de sinalização
TRAGÉDIA

Passageira morre após moto bater em placa de sinalização

Mais Lidas