Quinta, 14 de Dezembro de 2017

INVESTIGAÇÃO

Policial federal afirmou não saber que tinha atropelado e matado jovem de 17 anos

Acidente aconteceu na madrugada de segunda-feira (13), após show

17 MAR 2017Por MARIANE CHIANEZI19h:09

O Policial Federal, identificado apenas como Alexandre, de 45 anos, prestou depoimento na 1ª Delegacia de Polícia de Naviraí, ontem (16), e afirmou que no dia do acidente em que atropelou e matou o adolescente Everton da Silva Pessoa, de 17 anos, não sabia se havia atropelado uma pessoa ou algum objeto, devido ao mal tempo.

Conforme o portal Tá Na Mídia Naviraí, o agente é do Rio de Janeiro e estava em Mato Grosso do Sul para uma missão. Depois que atropelou Everton e feriu outras duas pessoas, de 17 e 18 anos, ele levou a viatura descaracterizada, um Astra de cor preta, para casa e omitiu o acidente dos colegas de trabalhos.

Ele afirmou ao delegado Eduardo Lucena, que não parou, pois viu uma grande quantidade de pessoas em volta e ficou com medo de sofre represálias e negou que estava bêbado. No dia seguinte, ele ouviu em uma emissora de rádio sobre a morte do jovem e constatou que seria o responsável.

Quando Alexandre confessou o crime aos companheiros de trabalho, a Polícia Civil já o havia identificado como autor do acidente.

Imagens de câmeras de segurança mostraram os três jovens andando pela rua e minutos depois o veículo conduzido pelo escrivão da Polícia Federal vem em alta velocidade e atropela os três.

Exames da perícia feita no local do acidente e também no carro, foram feitas e polícia aguarda laudo. O agente poderá ser indiciado por homicídio, lesão corporal culposa e omissão de socorro.

Leia Também