Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

NEGOCIAÇÃO

Policiais desmontam acampamento em frente à Governadoria após 40 dias

O ato durou 40 dias e estimativa do Sindicato foi de adesão de 1,5 mil policiais

15 JUL 17 - 16h:00BÁRVARA CAVALCANTI

Os policiais civis suspenderam, temporariamente, o acampamento montado em frente à Governadoria mas vão continuar por enquanto sem reajuste salarial. Em assembleia na manhã deste sábado, os policiais deliberaram a suspensão do ato e foi realizada ação simbólica de retirada, com o plantio de uma árvore no lugar onde ficavam as barracas. A estimativa do Sindicato é de que 1,5 mil policiais passaram pelo acampamento nos últimos 40 dias.

Embora não tenha tido reajuste salarial, o que já era anunciado pelo Governo desde o começo do período de renegociação com todas as categorias no início do ano, o presidente do Sindicato dos Policias Civis de Mato Grosso do Sul (Sinpol-MS), Giancarlo Miranda, afirmou que as negociações não devem parar. "Nós vamos continuar buscando, queremos negociar", expressou.

Ainda de acordo com o presidente, a categoria aceitou a proposta do governo de alterar as promoções dos policiais, mas os salários ficarão os mesmos. A proposta enviada pelo Executivo estadual envolve promoção realizada por critério de análise do policial, como qualificações profissionais, cursos ou tempo de serviço.

"A proposta foi de alterar a maneira das promoções, ou seja, agora o policial vai ser promovido pelos moldes da Polícia Civil, enquanto antes as promoções eram decididas de maneira política. Nós aceitamos a proposta, mas ela terá de ser formalizada em 30 dias, não em 90, como o Governo tinha pedido. Nós vamos para mostrar boa vontade durante este período, depois então veremos se remontamos tudo", detalhou.  

Segundo o Sinpol, novo acampamento deve ser montado em 30 dias, caso não haja negociação. Cerca de 400 policiais já estão inscritos para fazer o revezamento no local.

* Colaborou Paulo Ribas.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Campo Grande terá voos extras para temporada de férias de julho
TURISMO

Capital terá voos extras para temporada de férias de julho

Ladrões furtam madeira de ponte na área rural
TRÊS LAGOAS

Ladrões furtam madeira de ponte na área rural

Repressão ao tráfico em MS pode ser interrompida com fim de convênio
SEGURANÇA PÚBLICA

Repressão ao tráfico em MS pode ser interrompida com fim de convênio

Mais de 233 mil veículos devem passar pela BR-163 no feriado
CORPUS CHRISTI

Mais de 233 mil veículos devem passar pela BR-163

Mais Lidas