Campo Grande - MS, segunda, 20 de agosto de 2018

feminicídio

Polícia vai ouvir familiares em investigação
de morte de ex-candidata a vereadora

Mercedes Vargas tinha 32 anos e morava em Caracol

24 AGO 2017Por RODOLFO CÉSAR E MARIANE CHIANEZI19h:15

A Polícia Civil vai ouvir testemunhas e parentes para avançar na investigação sobre o assassinato de Mercedes Vargas, de 32 anos. Ela morreu com dois tiros, um disparado contra o peito e outro na cabeça. A vítima tinha sido candidata a vereadora em Caracol pelo PR em 2016.

O principal suspeito do homicídio é o marido dela, Lourival Carbonaro Salles, 57 anos. Ele cometeu suícidio depois da morte de Mercedes. O crime aconteceu na tarde de quarta-feira (23).

Os dois moravam em Caracol, na Avenida Mato Grosso. As primeiras informações que foram repassadas à Polícia Civil são de que o casal estava em processo de divórcio e Lourival não aceitava o fim do relacionamento.

A vítima foi naturalizada brasileira, com registro de nascimento de Bela Vista. Lourival estudava agronegócio em Dourados e ano passado trabalhou em Porto Murtinho.

O delegado responsável pelo inquérito, Antenor Lemes, explicou que aguardaria o sepultamento dos dois para começar a fase de oitivas. Ele não deu detalhes sobre como estava o relacionamento de Mercedes e Lourival.

Leia Também