Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

COSTA RICA

Polícia investiga bebê internado com fraturas na costela e lesões

Mãe alega que apenas fez massagem na barriga do bebê

2 SET 15 - 18h:54GABRIEL MAYMONE

A Polícia Civil de Costa Rica (MS) – distante 384 km da Capital - investiga o caso de um bebê de um mês e quinze dias que deu entrada na Fundação Hospitalar, na madrugada desta quarta-feira (02), com sete costelas fraturadas, várias lesões e hematomas no abdomên.

Segundo informações do Eu Conto Tudo, a mãe da criança, N.C.S., 27 anos, disse que estava fazenda massagens na barriga da criança para aliviar as cólicas, mas afirma que não fraturou as costelas do menino. Uma testemunha contou que advertiu a mulher sobre a forma que ela estava conduzindo a massagem de maneira muito abrupta e orientou a mulher a tomar mais cuidado.

A mãe da vitima e testemunhas foram ouvidas pela polícia. A criança passou por exame de corpo de delito onde constataram as lesões e fraturas.

A criança encontra-se internada na Fundação Hospitalar de Costa Rica sem previsão de alta e também apresenta quadro clinico de pneumonia.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Ruas do Centro serão interditadas para realização de obras
CAMPO GRANDE

Ruas do Centro serão interditadas para obras

Aeroporto de Campo Grande transmite mensagem sobre coronavírus a partir de hoje
ALERTA DA ANVISA

Aeroporto de Campo Grande transmite mensagem sobre coronavírus a partir de hoje

Rio Aquidauana chega aos 4,90 e Defesa Civil prepara plano de ação em caso de enchente
ALERTA

Rio Aquidauana chega aos 4,90 e Defesa Civil prepara plano de ação em caso de enchente

Emplacamento será suspenso para implantação de sistema da placa Mercosul no MS
PRÓXIMA SEMANA

Emplacamento será suspenso para implantação de sistema da placa Mercosul no MS

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião