Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ESPÍRITO NATALINO

Polícia faz vaquinha e compra game para adolescente que teve perna amputada

Investigadores se uniram após atendimento de acidente grave com caminhão
28/11/2018 17:01 - RAFAEL RIBEIRO


 

Então é Natal, diz a famigerada música de uma tradicional cantora que anuncia a chegada da mais aguardada das datas no final do ano. E, mesmo que dezembro ainda não seja realidade em nossos calendários, o clima natalino parece já dar as caras.

Foi em Itaquiraí a boa ação que emocionou Mato Grosso do Sul nesta semana, quando policiais civis e professores se uniram em prol de uma 'vaquinha', jargão popular para designar a arrecadação de dinheiro em busca de um objetivo.

O objetivo da vaquinha é emocionante: comprar um vídeo-game para um adolescente de 13 anos que teve a perna esquerda amputada após ser atropelado por uma carreta no Centro da cidade.

O caso rolou no último dia 8, por volta das 15h. Gabriel Teixeira Domingos andava de bicicleta com um amigo, quando foram atingidos pelo caminhoneiro, de 56. Ambos foram internados em estado grave. Para Gabriel, veio a inevitável perda de um membro.

O caminhoneiro alegou, em sua defesa, que fazia uma manobra com a carreta e por isso não conseguiu enxergar a aproximação dos meninos. Ele responde o processo em liberdade.

Pouco importa para Gabriel, que na última terça-feira (27) recebeu o seu presente de final de ano, o game Playstation 4, um desejo que era constantemente pedido aos pais, de poucas condições financeiras para atender.

A solidariedade pesou grande para que Gabriel tivesse a surpresa após o dia de aula na Escola Estadual Manoel Guilherme. E a reação do emocionado adolescente você pode conferir no vídeo abaixo. Justo, para quem sobreviveu a um acidente tão grave. Impossível não se contagiar com a alegria de quem ganhou um fio de esperança para reagir frente às adversidades. 

 

Felpuda


A continuar disparando tantas críticas ácidas contradizendo o seu partido, que em nível nacional ganhou até um ministério, político cá dessas bandas poderá ser colocado de escanteio e, se continuar nessa cruzada nada palatável para as lideranças, ser convidado gentilmente a “procurar o caminhão do qual caiu”, como se diz no popular. Os comentários são de que o dito-cujo age assim mais para ganhar holofotes. Esqueceu-se, pelo que se vê, que poderá ocorrer curto-circuito. Ui!