BATAGUASSU

Polícia prende "Nathan", chefe do tráfico e aliciador de menores

A prisão aconteceu em um salão de beleza onde o traficante foi surpreendido
15/08/2015 17:52 - NILCE LEMOS


 

Depois de dois meses de investigações, o SIG (Setor de Investigações Gerais) da Delegacia de Polícia Civil de Bataguassu, prendeu o traficante Valter Dionatan Guimarães, 25 anos, vulgo “Nathan” ou “Jonathan”, apontado como um dos fornecedores de drogas e aliciadores de menores para trabalharem com tráfico. A prisão aconteceu neste sábado (15), pela Polícia Civil, em um salão de beleza onde o traficante foi surpreendido.

Segundo o Jornal da Nova, durante a investigação apurou-se que Valter aliciava adolescentes para armazenar e vender drogas. Ao longo das investigações, foram feitas várias buscas em residências de adolescentes recrutados pelo traficante, das quais foram apreendidas grande quantidade de entorpecentes, como maconha e crack, dinheiro e diversos aparelhos de telefones celulares além de material para embalagem da droga.

De acordo com o site, Valter comandava o tráfico de entorpecentes nos bairros São João, Campo Grande e São Francisco de Assis.

“Com o avanço das investigações, representei pela prisão preventiva e busca domiciliar na residência do Valter, onde também funcionava um comércio ‘Império Modas’, aparentemente de ‘fachada’, uma vez que raramente abre suas portas para o público e possui pouquíssima mercadoria em estoque”, disse o Delegado Titular, Dr. Nilson Martins, a reportagem.

Conforme o site, Valter tem diversas passagens policiais, inclusive por tráfico de drogas, será formalmente indiciado por tráfico de drogas, associação ao tráfico de drogas e corrupção de menores.

“Com a prisão de Valter, encerrou-se a operação “Queda do Império” com êxito e o inquérito policial instaurado em seu desfavor será encaminhado ao Poder Judiciário com relatório final nos próximos dias”, finaliza o Delegado à reportagem.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".