TRÁFICO DE DROGAS

Polícia apreende mais de 1 tonelada de maconha e traficantes conseguem fugir

Veículos e entorpecentes foram encaminhados até a delegacia
04/07/2017 09:36 - BRUNA AQUINO


 

A Polícia Rodoviária Estadual (PRE), apreendeu cerca de 1.180 quilos de maconha ontem a noite (3), na rodovia MS-164, em Ponta Porã. Traficante abandonou o veículo e conseguiu fugir para a fronteira. Outro veículo carregado de maconha foi encontrado abandonado na MS-364, em Antônio João.

Consta em boletim de ocorrência, que durante fiscalização de rotina, foi abordado condutor do veículo Hilux com placas de Campo Grande, que não obedeceu ordem de parada e fugiu, voltando para a área central de Ponta Porã.

No mesmo instante, condutor de outra caminhonete S10, com placas de Campo Grande, que seguia junto, fugiu sentido Assentamento Itamarati. Policiais perseguiram condutor da Hilux e, quilômetros a frente, abandonou o veículo em curva e correu a pé em direção a fronteira, entrando na cidade de Pedro Juan Caballero, no Paraguai.

Veículo foi encaminhado pelos militares até o posto policial Aquidabã e, durante vistoria, policiais encontraram nos bancos traseiros e na carroceria do veículo 1.159 tabletes de maconha.

Já o veículo S10 foi encontrado capotado na rodovia MS-384, no município de Antônio João. Quantidade de droga encontrada nessa caminhonete não foi divulgada pela polícia.

Entorpecente foi encaminhado até a Delegacia de Ponta Porã. 

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".