Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Batayporã

Polícia apreende 4 km de redes de pesca armadas em lago de Usina

Policiais também soltaram 20 kg de pescado que estavam presos às redes, porém, vivos

13 AGO 15 - 09h:23Danielle Valentim

Policiais Militares Ambientais de Batayporã e do Grupamento de Porto Primavera, apreenderam quase quatro quilômetros de redes de pesca, durante fiscalização no lago da usina Sérgio Motta, no rio Paraná. As 51 redes de pesca retiradas, mediram ao todo 3.990 metros e os infratores não foram identificados. 

Os policiais soltaram 20 kg de pescado que estavam presos às redes, porém, vivos. Com esta apreensão já são 11 km de redes de pesca apreendidas somente por policiais de Batayporã e Porto Primavera neste ano. 

O uso de petrechos proibidos do tipo redes de pesca é muito comum na região, pois, nos lagos das Usinas Hidrelétricas do rio Paraná, este petrecho é permitido para o pescador profissional, desde que identificado e com malha de tamanho de 140 milímetros. 

Ocorre que muitos pescadores profissionais armam redes com malha menor à permitida e não identificam, além de pescadores amadores utilizarem estes petrechos sem previsão legal, o que caracteriza crime ambiental. Também armam redes emendadas, às vezes com mais de 2 km, sendo que a legislação só permite no máximo 100 metros, localizadas a pelo menos 150 metros uma da outra.

A PMA continuará com a fiscalização no local para evitar a pesca predatória e a depredação dos cardumes. A manutenção da fiscalização e retirada destes petrechos precisam ser constantes, tendo em vista, a grande capacidade de captura e ocasionamento de mortes dos peixes, pois, os elementos armam o material pela madrugada e ficam somente conferindo, quando não observam presença da fiscalização.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Exposição internacional de animais marinhos chega à Campo Grande
FANTÁSTICO MUNDO MARINHO

Exposição internacional de animais marinhos chega à Campo Grande

Marcos Trad teme paralisação de obras em execução
CÓRREGO ANHANDUÍ

Marcos Trad teme paralisação de obras em execução

Danos ao Rio da Prata serão reparados por fazendeiros, prefeitura e Estado
CONCILIAÇÃO

Fazendeiros, prefeitura e Estado irão reparar danos a rio

JBS está com vagas abertas para três cargos em Campo Grande
OPORTUNIDADE

JBS está com vagas abertas para três cargos na Capital

Mais Lidas