Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sábado, 17 de novembro de 2018

Aquidauana

Jovem é morto e tio ferido a tiros disparados por policial em lanchonete

Vítima que sobreviveu foi encaminhada até um hospital

25 JUL 2017Por BRUNA AQUINO09h:00

Policial militar ainda não identificado é suspeito de matar jovem e ferir um homem a tiros, na noite de ontem (24), em lanchonete no Bairro Nova Aquidauana, em Aquidauana. Leandro Campos da Costa, de 24 anos, foi atingido por um disparo e não resistiu ao ferimento. José Erasmo Campos da Silva, de 37 anos, que é tio de Leandro, foi baleado no abdômen e chegou a ser socorrido pelos bombeiros.

Consta em boletim de ocorrência, que Leandro estava em veículo Gol com a esposa e o tio, quando todos começaram a ser perseguidos por dois homens em uma motocicleta Honda Fan, preta. Segundo informações da esposa à polícia, os homens, a todo momento, se aproximavam do carro, mas não falavam nada.

Temendo risco de morte, José orientou Leandro a estacionar o veículo em um lugar movimentado para que nada pudesse acontecer com eles. Vítima obedeceu o tio e parou em frente a uma lanchonete, no Bairro Nova Aquidauana. Quando estacionou o carro, a dupla parou logo atrás e, no mesmo instante, José saiu correndo e entrou no estabelecimento.

Ao correr, garupa da moto efetuou um disparo que acertou a vítima no abdômen. Leandro então correu para socorrer o tio, quando foi atingido por disparo e morreu no local. Esposa da vítima permaneceu no carro e um dos homens disse que se ela saísse do veículo também iria morrer. Ela correu, mas conseguiu escapar dos disparos que atingiram o carro e a parede da lanchonete.

Ao todo, homem disparou 9 vezes no local e depois fugiu com o comparsa na moto. De acordo com a testemunha, os homens eram brancos, magros, vestiam casaco e calça jeans. Conforme boletim de ocorrência, autor dos disparos seria um policial militar, mas ainda não foi identificado.Vítima que sobreviveu confirmou que o suspeito é policial, mas não soube informar o nome do autor.

José foi socorrido e encaminhado até o hospital. Caso foi registrado na Primeira Delegacia de Polícia e será investigado.   

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também