Campo Grande - MS, sábado, 18 de agosto de 2018

crime contra criança

Juiz solta vendedor de picolé condenado por estupro e polícia volta prendê-lo

Primeira violência foi cometida em 2010 e a mais nova, em 2016

4 SET 2017Por MARIANE CHIANEZI16h:44

Eloir dos Santos, de 58 anos, foi preso hoje pelo crime de estupro de vulnerável contra uma menina de 4 anos, em Coxim. Essa já é a segunda acusação que ele tem pelo mesmo tipo de crime.

A violência foi descoberta em outubro de 2016, entretanto a Polícia Civil identificou que ele tinha um mandado de prisão em aberto expedido no Paraná por também estupro de vulnerável cometido em 2010. Por isso acabou preso ano passado, mas recebeu benefício de ser solto em dezembro.

Conforme o portal Edição MS, o acusado trabalhava como vendedor de picolés em Coxim e em outubro do ano passado teria atraído uma criança para um hotel. Depois a forçou a praticar sexo oral. Caso foi descoberto e a própria menina teria relatado o crime à polícia, o que motivou as investigações da Polícia Civil.

O inquérito fez com que os policiais reunissem mais elementos para pedir uma nova prisão do acusado.

Por conta do crime cometido em 2010 no Paraná, o mandado foi expedido pela Comarca de Cantagalo. Eloir chegou a ficar preso por dois meses, mas o juiz da Justiça paranaense Brian Frank entendeu que o sistema penitenciário não tinha vaga para abrigá-lo. Além disso, ele poderia cumprir a pena de três anos em liberdade porque "não havia riscos para a ordem pública".

“Tem como necessária a revogação da prisão preventiva do réu Eloir, substituindo por medida cautelar, as quais serão suficientes para assegurar a aplicação da lei penal, já que não há riscos para a ordem pública”, informou decisão do juiz, dada no dia 7 de dezembro de 2016. Eloir foi solto em 10 de dezembro.

Quase um ano após o crime contra a menina de 4 anos, o acusado voltou a ser preso e encaminhado para a Delegacia de Atendimento à Mulher (DAM), onde depois de prestar depoimento seria levado para o Estabelecimento Penal Masculino de Coxim.

Leia Também