Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, terça, 13 de novembro de 2018

CORPUS CHRISTI

Pescadores deixam 900 metros de rede e 67 anzóis de galho em rios do MS

Petrechos proibidos estavam instalados nos rios na região de Batayporã

17 JUN 2017Por RENAN NUCCI14h:27

A Polícia Militar Ambiental (PMA) apreendeu entre sexta-feira (16) e sábado (17), durante a Operação Corpus Christi, 900 metros de rede pesca, 67 anzóis de galho e aproximadamente 10 quilos de pescado ainda vivo, presos às armadilhas.

Os flagrantes aconteceram nos rios Baía e Ivinhema, na região de Batayporã, a 308 quilômetros de Campo Grande.

Os petrechos proibidos estavam instalados nos rios e lagoas marginais, mas o infratores responsáveis pelo material não foram localizados.

Normalmente, os pescadores deixam os petrechos escondidos e, durante a madrugada, quando não percebem fiscalização, armam e os conferem, retirando os peixes capturados.

Segundo a PMA, isto torna difícil a prisão em razão do curto espaço de tempo que permanecem no rio.

Ainda segundo a polícia, a fiscalização e retirada desses objetos precisa ser constante, tendo em vista, a grande capacidade de captura.

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também