Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

EM SP

Pedreiro que saiu de MS <br>com mais de meia tonelada <br>de droga é preso em SP

Pedreiro que saiu de MS <br>com mais de meia tonelada <br>de droga é preso em SP
02/09/2015 08:17 - VÂNYA SANTOS


 

A Polícia Militar apreendeu mais de meia tonelada de maconha transportada em um carro furtado, na madrugada desta terça-feira (1º), no km 179 da Rodovia Raposo Tavares, em Itapetininga, a 170 quilômetros de São Paulo. Um pedreiro de 44 anos, que dirigia o veículo, foi preso em flagrante com a droga que saiu de Ponta Porã (MS).

Policiais da 2ª Companhia do 5° Batalhão de Policiamento Rodoviário faziam fiscalizações na base operacional, quando viram o suspeito dirigindo um Ecosport na estrada que liga os municípios de Parapanema e Itapeva.

A equipe policial passou a acompanhar o carro e, em seguida, deu sinal de parada, porém, o suspeito não obedeceu. Mais à frente, outra viatura tentou bloquear o veículo, mas o homem parou somente quando os pneus do Ecosport estouraram.

No porta-malas e banco traseiro do veículo, os PMs encontraram 408 tabletes de maconha grandes e 73 pequenos, que pesaram 543,192 quilos. O pedreiro disse que pegou o carro carregado com os entorpecentes em Ponta Porã (MS) e que ganharia dinheiro para entregá-los em São Paulo.

Com o homem, os policiais também apreenderam R$ 625, dois celulares e um molho de chaves. Durante pesquisa do número do chassi do veículo, a equipe descobriu que o carro estava com placas trocadas e havia sido furtado em outubro de 2014, em Brasília.  

Felpuda


Vereador de Campo Grande fez pronunciamento com forte teor preconceituoso que obviamente não agradou, principalmente as mulheres. A repercussão negativa foi grande e ele teve de ler cobras e lagartos em seu perfil nas redes sociais. Assim, correu para publicar nota de esclarecimento tentando colocar panos quentes e se comprometendo a, já na próxima sessão, solicitar a retirada de sua fala dos chamados “anais da Casa”. Também, pudera!