Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

NOSSA SENHORA APARECIDA

Paróquias organizam comemorações em homenagem à Padroeira

Procissões, missas e almoços fazem parte das homenagens
10/10/2019 11:50 - ALÍRIA ARISTIDES


 

As comemorações do dia de Nossa Senhora Aparecida acontecem em todo o país neste feriado. No Mato Grosso do Sul, o dia 12 não será diferente, contando com festividades em homenagem à padroeira do Brasil que incluem procissões, almoços e missas, além da presença massiva dos fiéis católicos de todo o Estado.

As paróquias São Martinho de Lima, Santa Rita de Cássia e Divino Espírito Santo, localizadas na região sul de Campo Grande, organizam no sábado a 29ª Romaria Palotina de Nossa Senhora Aparecida, com a participação de todas as 22 comunidades das três paróquias, que irão caminhar por ruas e avenidas da Capital. Segundo a organização, na romaria que começa às 7h são aguardadas pelo menos dez mil pessoas. A procissão sai da Paróquia Divino Espírito Santo e se reúne com as outras comunidades ao longo do percurso, seguindo até a Casa de Formação São Vicente Palotti, no endereço Rua Júlio Verne, número 1, Vila Albuquerque. No local, será celebrada a Santa Missa em homenagem à padroeira. Logo após, acontece almoço e festival para os participantes da romaria.

Na Paróquia São Judas Tadeu, o sábado começa com a 1ª Romaria em Devoção à Nossa Senhora Aparecida, com expectativa de participação de até dez mil pessoas das seis comunidades que compõem a paróquia. A procissão inicia às 7:30h e o ponto de partida do percurso é na Comunidade São José de Anchieta, na Rua Nove de julho, 517, Vila Ipiranga. A segunda concentração ocorre às 8h na Comunidade São Geraldo e a chegada está prevista para 9h, na Matriz São Judas Tadeu, onde será celebrada a Santa Missa. Após a celebração, ocorre na matriz a confraternização das comunidades, onde será vendido pastel e arroz carreteiro.

Na Paróquia Nossa Senhora da Conceição Aparecida, localizada na Avenida Tamandaré, as atividades em homenagem à santa que dá nome à Matriz começam cedo. A comemoração inicia com procissão pelas ruas do bairro à partir das 7h, que segue para a Matriz. À partir das 8:30h, será celebrada a missa no local, com participação das cinco comunidades da paróquia. Logo após será vendido almoço, com arroz carreteiro e bobó a R$10. A confraternização, com previsão para começar às 11h30, conta com a participação do grupo Sampri, que anima o almoço com samba. Às 16h, uma carreata sai da Praça do Papa, percorrendo ruas e voltando para a matriz. Às 19h, está prevista no local a realização de missa, que conta com a participação do bispo Dom Dimas de Lara. Após a celebração, haverá confraternização entre fiéis com venda de comes e bebes.

Na Paróquia Nossa Senhora Aparecida das Moreninhas, as comemorações começam às 8h com carreata que sai da matriz, passa pelas comunidades da Moreninhas e volta para o ponto de partida. No local, haverá Benção das Rosas e Consagração à Padroeira do Brasil. Às 17h30, ocorre na sede da paróquia o Momento de Benção e Louvor. Já às 18h30, a comunidade realiza uma Procissão Luminosa, saindo da Igreja Nossa Senhora das Graças em direção à matriz onde, para finalizar as atividades, ocorre a Santa Missa.

Na cidade de Bandeirantes, onde está localizada a comunidade Nossa Senhora da Conceição Aparecida, as celebrações foram divididas em três momentos: No último domingo (6), ocorreu a Carreata dos Agricultores, com participação de comunidades rurais e benção das safras. Na sexta (11), ocorre uma procissão à pé, onde são esperados pelo menos 500 fiéis, que irão percorrer as ruas da cidade com a imagem da santa. No dia 12, ocorre a tradicional Cavalgada em Homenagem à Padroeira, onde são esperadas comitivas das cidades São Gabriel do Oeste, Jaraguari, Camapuã e Campo Grande. Ao menos mil pessoas são aguardadas no evento, que irá contar com a participação do bispo Dom Dimas de Lara, que preside a missa da Cavalgada à partir das 8h. Após a celebração, a comunidade encerra o evento com churrasco e baile, às 11h.   

 

Felpuda


Mensagens trocadas por aí mostram que deverá “virar moda” políticos anunciarem que testaram positivo para a Covid-19. E sem medo de dizer que isso é porque o presidente Jair Bolsonaro anunciou ter sido infectado, e aí essa tchurminha estaria interessada também em ganhar holofotes. Porém, ressaltam que, como não se pode duvidar de coisa séria, o jeito é desejar “restabelecimento”. E não deixam de lembrar que o risco é a população descobrir que não fazem a menor falta. Essa gente...