Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Drama

Paralisação de obras na BR-163
deixa 'órfãos' pelo interior

Famílias que vieram do Nordeste tentam sobreviver em MS

3 JUN 17 - 07h:00DA REDAÇÃO

A história de Rael Sousa da Silva, 23 anos, lembra a de tantos outros retirantes que, na metade do século passado, trocaram a roça do Nordeste pelo asfalto do Sul. No caso do maranhense de Zé Doca, o destino foi São Gabriel do Oeste – distante 133 quilômetros de Campo Grande. Sete meses depois de chegar a Mato Grosso do Sul, ele, a esposa Heleninha e o filho Israel são “órfãos” da suspensão das obras de duplicação da BR-163, onde Rael trabalhava.

Em abril deste ano, a CCR anunciou a paralisação dos serviços na rodovia e propôs um pedido de revisão de contrato à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Entre outras coisas, o compromisso previa que 806 dos 845,2 quilômetros da estrada no Estado fossem duplicados em cinco anos, a contar de 2014. Em três anos, 135 quilômetros receberam pista dupla, ao longo de 10 trechos.

No oeste maranhense, Rael plantava arroz, mandioca e feijão. Seu vizinho em Zé Doca, Saraiva, foi recrutado para as obras da BR-163, em São Gabriel, e fez a ponte para trazer o amigo ao mesmo ofício. “Aqui [na obra da rodovia] eu era ajudante. Mexia com enxada, puxava fio”, contou. 

O salário que o trouxe a Mato Grosso do Sul era de R$ 1.100. A mudança de cidade, após 35 horas em viagem de ônibus, custou R$ 1.400. Rael foi contratado pela FBS Construção Civil e Pavimentação, uma das terceirizadas que prestavam serviço à CCR.

A verba rescisória a receber da FBS daria folga no orçamento e permitiria aos demitidos fazer planos para um futuro próximo. Rael, Saraiva e um grupo de aproximadamente 20 ex-funcionários da empresa, porém, alegam que não ganharam o valor integral a que têm direito. Eles acionaram advogado e pretendem recorrer à Justiça.

*Leia reportagem, de Jones Mário, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

 

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Dois hospitais de MS realizarão diagnóstico gratuito de câncer de pele
DEZEMBRO LARANJA

Dois hospitais de MS realizarão diagnóstico gratuito de câncer de pele

Especialista vê com cautela bancos de areia em lago de parque da Capital
MEIO AMBIENTE

Especialista vê com cautela bancos de areia em lago

Usina pagará R$ 100 mil de indenização por reincidência em irregularidades trabalhistas
REINCIDENTE

Usina pagará R$ 100 mil
de indenização por irregularidades trabalhistas

Detran leiloa quase 800 veículos, com lance inicial de R$ 300
OPERAÇÃO LIMPA PÁTIO

Detran leiloa 800 veículos,
com lance inicial de R$ 300

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião