Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CINCO PROCESSOS

Para reduzir custos, Governo <BR>vai “fatiar” licitação do Aquário

Cronograma da obra será apresentado amanhã
07/05/2019 17:44 - LUANA RODRIGUES


 

O Governo do Estado irá dividir em pelo menos cinco processos de licitação a contratação de empresas para concluir a obra do Aquário do Pantanal. De acordo com o vice-governador e titular da secretaria de infraestrutura, Murilo Zauith (DEM), a expectativa do Estado é dispensar o modelo de licitação única e fatiar as contratações, conforme os serviços que ainda estão por fazer. O objetivo é reduzir custos.

“Essa obra é única no Brasil, foi desenvolvida para ser o centro de pesquisa da fauna aquática do Pantanal. Lá vai haver mais de 200 espécies de animais aquáticos, e junto disso vem o Aquário, com 32 tanques. Cada tanque vai contrar uma história, sendo cada um com um cenário, por isso que eu falo: é uma obra diferente. Então, se eu abrir uma licitação e pegar uma empresa aqui no Brasil, a empresa vai mergulhar no preço”, explicou.

Iniciada em 2011, a obra está parada desde de 2014 e apodrece em decorrência do tempo e abandono. Orçada inicialmente em R$ 84.749.754,23, a obra inacabada já consumiu mais de R$ 240 milhões do cofre do Governo do Estado. No ano passado, em um novo levantamento, foi apontado que seriam necessários R$ 39 milhões para recuperar o que foi danificado com o tempo e concluir a construção.  

Evento está marcado para amanhã, onde deve ser apresentado um cronograma da retomada da construção, além de detalhes do que ainda precisa ser feito na obra.

Felpuda


Pré-candidato pode estar sendo “fritado” sem ao menos perceber. Redes sociais que têm estreitas ligações com ex-cabecinhas coroadas e que prometeram apoio estão enaltecendo que só certo pré-candidato de outro partido. Quem conhece as ditas figurinhas de, digamos, outros carnavais, acredita que está em curso operação sorrateira para mudar internamente os rumos da futura campanha. Trocando em miúdo: ceder a cabeça de chapa.