CAMPO GRANDE

Para abrir laboratório próprio de raio-X, Santa Casa dispensa radiologistas

Médicos denunciaram que outro contrato estava sendo negociado antes do rompimento
10/10/2019 14:22 - ADRIEL MATTOS E NATALIA YAHN


 

A Santa Casa de Campo Grande encerrou o convênio com 13 médicos radiologistas para abrir um laboratório próprio de imagem. Alguns desses profissionais prestavam serviços ao hospital há mais de 40 anos e foram pegos de surpresa com a decisão da presidência da instituição.

“Nada atrasava, todos os exames eram entregues em dia. E estamos há cinco meses sem receber”, disse um dos médicos, Paulo Milton Rodrigues. Ele e outros 12 profissionais divulgaram uma nota a qual o Correio do Estado teve acesso lamentando o rompimento.

O corpo clínico foi notificado do fim do convênio no dia 13 de setembro e todas as tratativas para impedir o rompimento não foram bem sucedidas. “A decisão parecia estar tomada já a algum tempo, até porque, mesmo antes da notificação de quebra contratual a nós realizada, já estavam os ‘donos’ da Santa Casa negociados às escuras um novo contrato com outro grupo, de interesse pessoal da administração”, diz o texto.

O Correio do Estado procurou tanto a assessoria de imprensa do hospital quanto seu presidente, Esacheu Nascimento, mas não obteve resposta até a publicação desta reportagem.

 

(Texto alterado às 16h09)

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".