Quarta, 20 de Junho de 2018

OPERAÇÃO POLICIAL

Operação do Gaeco, Bope e Choque apreende submetralhadora e fuzil

A operação busca combater integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC)

12 JUN 2018Por FÁBIO ORUÊ15h:11

A Operação Paiol foi deflagrada na manhã de hoje (12), e apreendeu 800 gramas de skank, também conhecida como supermaconha, 343 munições e 5 armas de fogo, dentre elas um fuzil SL 15 e uma submetralhadora 9mm, capaz de disparar 800 tiros por minuto.

Em nota, o Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MPMS) disse que a operação tem o objetivo de "combater a prática dos crimes de organização criminosa, tráfico de drogas, roubo, tráfico de armas e lavagem de dinheiro, praticados por membros da organização criminosa denominada Primeiro Comando da Capital".

A polícia está cumprindo 27 mandados de prisão preventiva e 12 mandados de busca e apreensão nas cidades de Campo Grande, Corumbá, Nova Andradina e Aguas Lindas de Goiás, esta situada no Estado de Goiás. Sete pessoas foram presas em flagrante por tráfico e porte de armas de uso proibido.

O nome da operação, "Paiol", deve-se à nomenclatura usada pela organização para denominar o local onde eram armazenados o armamento do grupo. As investição da operação começaram há um ano e identificaram pessoas ligadas ao PCC, atuantes em Mato Grosso do Sul. Segundo o MPMS, elas cuidavam do setor responsável pela aquisição, guarda, comercialização e empréstimos de armas de fogo que eram usadas pelos integrantes do grupo em vários crimes.

 

Leia Também