Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 19 de dezembro de 2018

PASSOS DE TARTARUGA

Obra do Anel Viário é retomada,
mas ainda há entraves em desapropriação

Implantação do trecho final do macroanel começou em 2011 e custo já chega a R$ 36,3 milhões

12 JUL 2018Por DA REDAÇÃO05h:00

Sete anos após o início das obras, a conclusão do macroanel rodoviário de Campo Grande, entre as saídas para Rochedo e Cuiabá, ainda depende de desapropriações.  As obras foram retomadas no local, mas nada garante que sejam entregues até maio do ano que vem, prazo final do convênio. Até agora, conforme a prefeitura, dos 24 quilômetros de todo o traçado, 18 estão concluídos. 

O Correio do Estado apurou que a empreiteira responsável pelo último trecho do anel viário deve concluir as obras de drenagem nos próximos 30 dias, com instalação de colchões drenantes de 250 metros de extensão. 

No entanto, a implantação de rotatória na MS-010, na saída para Rochedinho,  não tem prazo para iniciar, devido a impasse judicial sobre área próxima à rodovia que ainda não foi desapropriada.

“As desapropriações estão definidas, o que falta agora é a emissão da posse por parte da prefeitura, porque alguns proprietários arguiram. Funciona assim: o município faz avaliação da área, e deposita o valor, mas parece que tem um proprietário que não concordou com o valor da avaliação”.

* Leia a reportagem, de Luana Rodrigues, na edição de hoje do jornal Correio do Estado

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também